Novo Livro do Mestre do Suspense Stephen King



Livro: Novembro de 63

Autor: Stephen

Páginas: 725

Editora: Suma das letras

Preço médio R$ 60,00


O livro inédito de Stephen King, trata de uma viagem no tempo, voltando a época do assassinato do Presidente dos EUA  John Kennedy.
A vida pode mudar num instante, e dar uma guinada extraordinária. É o que acontece com Jake Epping, um professor de inglês de uma cidade do Maine. Enquanto corrigia as redações dos seus alunos do supletivo, Jake se depara com um texto brutal e fascinante, escrito pelo faxineiro Harry Dunning. Cinquenta anos atrás, Harry sobreviveu à noite em que seu pai massacrou toda a família com uma marreta. Jake fica em choque... mas um segredo ainda mais bizarro surge quando Al, dono da lanchonete da cidade, recruta Jake para assumir a missão que se tornou sua obsessão: deter o assassinato de John Kennedy. Al mostra a Jake como isso pode ser possível: entrando por um portal na despensa da lanchonete, assim chegando ao ano de 1958, o tempo de Eisenhower e Elvis, carrões vermelhos, meias soquete e fumaça de cigarro.

Após interferir no massacre da família Dunning, Jake inicia uma nova vida na calorosa cidadezinha de Jodie, no Texas. Mas todas as curvas dessa estrada levam ao solitário e problemático Lee Harvey Oswald. O curso da história está prestes a ser desviado... com consequências imprevisíveis.

Em Novembro de 63, livro inédito de Stephen King, a viagem no tempo nunca foi tão plausível... e aterrorizante.

“As páginas de Novembro de 63 voam, sempre dotadas de imediatismo, emoção e suspense. (...) É preciso ter muita habilidade para fazer essa história ao menos remotamente crível. King faz tudo parecer fácil, o que é certamente o truque mais badalado de seu livro.” – The New York Times

Novembro de 63 combina uma variedade de gêneros, tratando ao mesmo tempo do assassinato de JFK, uma história de viagem no tempo, uma variação da busca pelo cálice sagrado, uma história de amor e voyeurismo, um romance histórico contrafactual e uma lenda arrepiante sobre um universo sinistro.” – London Review of Books
 


O time de Basquete de Lins(SP) na elite do Basquete Brasileiro

"Conquiste a admiração dos demais tendo a ousadia de ser você mesmo"! Dr. House

Caros amigos e inimigos leitores,
Não poderia encerrar a semana sem falar do time de Basquete de Lins que após cinco jogos conseguiu a vitória sobre o Santos por 57 a 65, conquistando o acesso a elite estadual do basquete.
Pessoalmente sempre acreditei que um dia e na hora certa o sonhado acesso chegaria como de fato veio. Os envolvidos com o time, trabalharam duro, Ariovaldo Esteves, o vereador Aparecido Correia, todo o time e, é claro, não posso deixar de falar do excelente trabalho da comissão técnica e dos bons jogadores. Recebam de mim os mais que merecidos parabéns!!!!! Comemorem muito!
Todos os envolvidos fizeram com que o basquete linense brilhasse e é esse o  caminho a ser seguido. Os parabéns também vai para os que participaram de forma direta e indireta pois o importante foi a contribuição valorosa de cada um.
A elite do basquete paulista certamente é mais difícil mas temos time e gente competente que fará com que o nosso basquete brilhe cada vez mais em 2014. Com toda certeza e, se Deus permitir, estarei aqui na torcida para o sucesso da equipe linense, noticiando e comentando.
Quero deixar aqui ao Dr. Ariovaldo Esteves, a comissão ´técnica, aos jogado , e ao vereador Aparecido Correiaum grande abraço e os mais sinceros parabéns e que estou vibrando com a conquista Sucesso nesta nova fase.
*Franco Barni (MTB 29942)
*Franco Barni é jornalista a 18 anos foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Mooca, Revista Tatuapé.  Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

Repensando o futuro do Brasil

"Para ter inimigos não é preciso declara guerra. Basta dizer o que pensa"! Martin Luther King




Caros amigos e inimigos leitores,

Os últimos acontecimentos que resultaram na condenação e prisão dos mensaleiros, muito me fazem pensar a respeito sobre o momento atual do Brasil e seu futuro. Claro que todos ficamos indignados e revoltados com o escândalo do mensalão e de como os condenados pela justiça tentaram manipular o cidadão e a justiça.
Sim eles disseram que eram presos políticos entre outras coisas, o partido que está no poder, tentou amordaçar a imprensa e calar as pessoas. Prefere patrocinar a ditadura cubana trazendo médicos da ilha dos irmãos Castro em vez de oferecer salários melhores e condições de trabalho aos médicos, achando que estes são magos e que com uma benzida na cabeça do paciente irão curá-lo.
A culpa é dos maus políticos apenas? Não, claro que não. Estes maus políticos tem a culpa deles sem dúvida alguma mas,  mas o eleitor também tem sua parcela de culpa que se abstém de participar da vida política do país ou ainda acha que sua participação se resume as eleições. Não se esqueça que é com o voto malfeito, e com a abstenção do cidadão na vida política do país é que os maus intencionados contam.
Eu te pergunto que país você quer que seus filhos, netos e bisnetos recebam de nós? Não precisa responder a mim mas, a eles. O cidadão brasileiro precisa tomar consciência que as pessoas que vão promover as mudanças somos nós eleitores, não colocando como representantes, políticos mau intencionados. O seu voto tem um poder que você não imagina.
Precisamos começar a transformar a nossa mentalidade e a maneira de encarar o Brasil e que efetivamente cada um de nós pode e deve contribuir para melhorar e transformar o Brasil num país melhor e efetivamente de primeiro mundo.
O momento é histórico e podemos no ano que vem efetivamente dar o pontapé inicial para mudanças radicais no Brasil. Reflitam sobre o assunto.
*Franco  Barni (MTB 29942)
*Franco é jornalista a 18 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Mooca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.

Temos que ter coragem em assumir a culpa

"Para ter inimigos não é preciso declarar guerra. Basta dizer o que pensa"! Martin Luther King

Caros amigos e inimigos leitores, 

Numa rede social famosa tem se discutido sobre a prisão dos condenados do mensalão. Alguns dos condenados gritaram espernearam, fizeram manha, chantagem emocional, alegaram ser portadores de doenças graves.
Caros leitores, o cidadão brasileiro e, por fim a sociedade precisa assumir a responsabilidade de seus atos e de seu voto. Eu pergunto a vocês leitores. Como estes políticos desonestos foram eleitos? Com o voto ou com um golpe? Claro que foi pelo voto direto, e os eleitos venceram com a maioria dos votos certo? Então, a maioria dos eleitores que votou neles e os elegeu são responsáveis por ter eleito os desonestos e tem sua parcela de culpa e pior e reelegê-los. Errar é humano, persistir no erro é burrice.
Não adianta dizer que dói ouvir que o brasileiro não sabe votar, mas é a realidade, a triste realidade.
Estou isentando os políticos da responsabilidade deles? Claro que não. Eles tem culpa sim de ter enganado os brasileiros e os condenados por ter roubado o que  não lhes pertence e devem devolver além de serem presos.
Se todos nós queremos mudanças devemos mudar e trocar com o voto os políticos que ai estão. As leis devem mudar e o político sob investigação deve ser afastado automaticamente, se for inocente, retoma o mandato, se a  justiça o condenar, deve perder o mandato automaticamente e tornar-se permanentemente inelegível, e não pode assumir nenhum cargo público.
Temos que cobrar austeridade de nossos governantes e temos poder de não permitir que políticos mal intencionados façam o que quiserem com o alheio. Tem mais, devem perder o foro privilegiado. Ora, não somos todos,iguais perante a lei segundo a constituição? Então eles devem ser julgados como, qualquer outro cidadão e, se forem condenados devem pagar pelo seu erro.
Nenhum deles está acima da lei, e de outros cidadãos de bem. Ano que vem tem eleição e teremos a chance de começar as mudanças, pensem nisso!

* Franco Barni (MTB 29942)

* Franco é jornalista a 18 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Mooca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

Prefeito de Lins/SP Edgar de Souza viajará para o Japão

"Tenha a Ousadia de conquistar o respeito dos outros tendo a ousadia de ser você mesmo"! Dr. House

O Prefeito de Lins/SP,  está de viagem marcada para o Japão. Segundo informações, a viagem tem como objetivo buscar contatos, visitas a empresas e autoridades japonesas. Os contatos no pais do sol nascente foram realizados pela ABCEL e o Cônsul do Japão no Brasil.
O prefeito realizará hoje, dia 29/11/2013, as 16:30hrs uma entrevista coletiva onde tratará do assunto e fornecerá maiores detalhes da viagem que irá realizar ao Japão. A Coletiva de Imprensa acontecerá no Gabinete do Prefeito na nova sede da prefeitura, localizada na Avenida Nicolau Zarvos.
Vamos aguardar maiores detalhes e informações que a Sua excelência o prefeito irá trazer para imprensa.
Na minha opinião, acredito que a viagem visa contatos com autoridades e empresários a fim de trazer investimentos para a cidade e empresas para Lins/SP,  com o claro objetivo de gerar empregos e gerar o crescimento esperado para a cidade. Pessoalmente torço para que ele e seu vice prefeito Rogério Furtado de Barros Filho, sejam bem sucedidos no que se refere a trazer investimentos para a cidade, vejo que ambos estão trabalhando duro para isso.
A única sugestão que eu deixo é que o crescimento de Lins, desejo da maioria da população, seja planejado e sustentado para que não ocorram os erros que aconteceram na capital paulista onde a falta de planejamento em seu desenvolvimento, gerou a desorganização em que a cidade de São Paulo se encontra.
A iniciativa do Senhor prefeito é louvável, ousada (no bom sentido da palavra) e como sou um otimista por princípio algo me diz que ele será bem sucedido. Deixo ao Senhor prefeito e ao seu vice os meus sinceros parabéns e que sejam vitoriosos nessa empreitada e que tragam boas novas para Lins que tanto precisa de investimentos e empregos para que tenha um crescimento digno e sustentável como qualquer cidade brasileira merece!

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco Barni é jornalista a 18 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Mooca, revista Tatuapé e trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.

COMUNICADO – CEMIC / PREFEITURA (Lins/SP)

"Nossas vidas começam a terminar no dia em que permanecemos em silêncio sobre as coisas que importam." Martin Luther King 




A Prefeitura de Lins e o CEMIC comunicam que a partir do dia 10/12/2013, entrarão no sistema de estacionamento rotativo denominado “Zona Azul” as seguintes ruas:

·       Rua Olavo Bilac - trecho entre as Ruas 13 de Maio e Vitoriano Borges;

·       Rua Floriano Peixoto - trecho entre as Ruas Maestro Carlos Gomes e Rosalino Silva;

·       Rua Rio Branco - trecho entre as Ruas 7 de Setembro e Rosalino Silva



 
OPINIÃO DO FRANCO BARNI

Caros amigos e inimigos leitores,

Não se estou vendo demais ou não mas, o que eu vejo é que a Zona Azul está deficitária e avançando de forma lenta em relação a necessidade da cidade. Mas independente disso, este anúncio de novas áreas de estacionamento rotativo (Zona Azul) é sempre bem vindo. Principalmente na área central que é carente e nas proximidades do calçadão, eu mesmo já fiquei rodando muito tempo ali tentando estacionar na Zona Azul e muitas vezes desisti por que não há como estacionar.
Um alerta a fiscalização e as autoridades da DMT (Diretoria Municipal de Trânsito) o que eu já vi muitas vezes acontecer é que muitos carros ficam na mesma vaga e os vendedores do Cartão da Zona Azul simplismente colocam mais um cartão. Ora, isso não está certo, mesmo que o carro seja de algum lojista. Como o próprio nome já diz, é estacionamento rotativo, e estas atitudes prejudicam o próximo, isso é a falta de senso de espirito de coletividade, a famosa velha conhecida " Lei de Gérson", onde um indivíduo usa da malandragem e do conhecimento de algumas pessoas em benefício próprio e o resto da sociedade que se dane! Atitudes como estas onde as pessoas pensam que o direito individual se sobrepõe ao coletivo, é que ainda contribui e muito para que ainda sejamos um país de terceiro mundo e classificados como tal.
É preciso expandir a Zona Azul, sem dúvida alguma, mas também é preciso que a prefeitura por meio de seus departamentos responsáveis percebam que  o volume de veículos automores na cidade está aumentando e muito. É preciso já planejar o futuro para que a emenda não fique pior que o soneto, e  é preciso a partir de agora já pensar a obrigar a construção de novas lojas no comércio com estacionamento próprio, principalmente supermercados, magazines e muito mais, e é necessário incentivar a criação de estacionamentos na cidade, pois são escassos. É preciso fiscalizar esses abusos na Zona Azul e obrigar as pessoas a retirarem os carros quando o período de duas horas acabar.
Outra coisa a resolver com a máxima urgência é a questão das vagas de idosos e deficientes físicos, pois quando tratei do assunto na primeira vez, houve também uma reclamação de que há pessoas que pedem emprestado o cartão do idoso, no meu ponto de vista se a reclamação for procedente, o que empresta o cartão deve responder por isso e quem está usando o cartão emprestado também deve responder legalmente por isso.
O fusca que foi denunciado num artigo anterior, fui informado pelo CODEC que se trata do carro de uma idosa, tudo bem, e que o carro fica horas no local. Por mais que ela seja idosa, falta o senso do coletivo, que existem outras pessoas na mesma situação.
Na época sugeri ao Sr. Cintra quando falamos por telefone, a rotatividade das vagas seja a de deficiente físico, seja a do idoso, mas os carros devem ter o cartão, isto é, estar devidamente identificados, e o vendedor da Zona Azul deve pedir o cartão e o Documento de Identidade comprovando que o cartão de idoso é dele, e o mesmo deve acontecer com o deficiente físico. Isso se chama transparência. O cartão para estes dois casos poderia durar o mesmo tempo e custar metade do preço do cartão de Zona Azul normal, isto é R$ 0.50 centavos.
Vamos pensar no assunto!

*Franco Barni (MTB 29942)

Franco é jornalista a 18 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Mooca, Revista Tatuapé. Trabalhou como Assessor de Comunicação Social da AgipLiquigás do Brasil.

Prefeitura de Lins é sede da primeira reunião da Comissão Regional deSegurança Alimentar e Nutricional


"Ganhe o respeito dos demais tendo a ousadia de ser você mesmo." Dr. House



Na manhã desta terça-feira (26/11) foi realizada, no auditório do Centro Administrativo da Prefeitura de Lins, a primeira reunião da Comissão Regional de Segurança Alimentar e Nutricional – CRSAN de Bauru, e da qual Lins faz parte.
Os trabalhos foram conduzidos por Claúdio Manes, do Conselho Estadual de Segurança Alimentar – CONSEA/SP. Esta entidade criou no estado 16 Comissões Regionais, com o objetivo de focalizar a discussão sobre SAN, ampliando o conhecimento da realidade regional e possibilitando a elaboração de propostas de forma participativa e respeitando a peculiaridade local.
Cada CRSANS é composta de 1/3 de representantes do poder público e 2/3 de representantes da sociedade civil organizada, sendo que na nossa região os representantes de Lins são o Secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Sustentabilidade, Hemerson Calgaro e a Coordenadora do Núcleo de Educação em Saúde, Cássia Fernandes.
A CRSANS serve para: compilar diagnóstico da Insegurança Alimentar e Nutricional da região; Acompanhar ações/eventos de (SAN) da região; Auxiliar o Consea/SP na criação de conselhos municipais; Apoiar, articular e organizar junto com o Consea/SP a conferência regional de SAN; Propor ações e medidas relativas à educação alimentar e nutricional na região; Acompanhar a implementação das propostas e demandas solicitadas pelo Consea/SP no âmbito de sua região.
FONTE: CODEC


OPINIÃO DO FRANCO BARNI


Caros amigos e inimigos leitores,

O que eu tenho a dizer a respeito é o seguinte: toda a iniciativa para melhorar a segurança alimentar, e a educação alimentar e nutricional sempre serão bem vindas, pois um alimento de procedência e uma alimentação adequada é literalmente questão de saúde pública e é preciso levar a sério, muito a sério a alimentação regrada dos adultos e, principalmente das crianças.

Portanto, acho válido a criação do Conselho Regional de Segurança Alimentar e Nutricional (CRSAN) é importante e muito pode fazer para ajudar e contribuir na sua área de atuação. Ponto para o criador e executor desta ideia mais do que bem vinda. A região merece.
Ter uma alimentação saudável, não é frescura pode garantir e influenciar muito a qualidade de vida na idade adulta e , principalmente na velhice. Se não acredita no que diz este que vos escreve, pergunte ao seu médico ou nutricionista.
Mudar velhos hábitos não é fácil, sem dúvida nenhuma, mas o que é preciso que cada um de nós se conscientize é que a alimentação errada, os exageros fazem mal. Deve-se sempre buscar o bom senso e o equilíbrio. A conscientização não é fácil, mas é muito mais fácil educar desde cedo a se alimentar certo para evitar a correção depois que fica pior.
Quanto vale a sua saúde e a sua vida? Pense nisso!

*Franco Barni (MTB 29942)
*Franco é jornalista a 18 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Mooca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás como Assessor de Comunicação Social

Os subterfúgios dos condenados se repetem

"Para ter inimigos não é necessário declarar guerra, basta dizer o que pensa"! Martin Luther King

Um dos casos de corrupção que teve entre os condenados José Dirceu e José Genoíno, mostra em comum com outros casos tentativas de comover a sociedade e despertar no cidadão pena, porque alegam que estão doentes. Foi assim com o juíz Nicolau do Santos Neto, conhecido como o Lalau, preso por desviar recursos que seriam utilizados na construção do Fórum trabalhista da cidade de São Paulo.
O que José Genoíno e o "Lalau" tem em  comum? Ao ir para a prisão ambos alegaram estar terrivelmente doentes, o juiz cumpre prisão domiciliar, já os médicos que atenderam Genoino, uma junta médica de cinco cardiologistas, emitiram laudo que ele pode voltar para a Papuda para cumprir sua pena.
Estranha coincidència não só eles como vários outros ficarem doentes após serem condenados e serem levados para a prisão que a doença começou. Já entendi, eles se julgam acima da lei, acima do bem e do mal e, talvez, acima de Deus para serem julgados pela justiça, e se existirem provas que os condenam eles não aceitam, não acham que fizeram algo errado.
O que tenho a dizer é o seguinte: é certo convocar uma junta médica para comprovar a doença de Genoíno ou de outro político condenado. Mas, os médicos  convocados deveriam ser  do SUS ou, ainda, composta por médicos cubanos. Como meu saudoso pai dizia, o exemplo vem de cima, já que existe o SUS e os médicos cubanos, o governo não deveria dar direito a plano de saúde para os politicos e funcionários, estes deveriam fazer uso do SUS. 
O fato é que a justiça os condenou, se o juiz fez isso é porque no meu ponto de vista existem provas cabais e irrefutáveis de sua culpa e, como qualquer cidadão que viola a lei, devem ter a pena que lhe cabe e é a justiça que vai decidir.
Todos estes escândalos mostram que as leis no Brasil são frouxas pois dão margem para que tais fatos aconteçam, independentemente de quem são os autores deste tipo de crime. Na minha opinião, quando um político é acusado, enquanto não for comprovada sua culpa a lei deveria automaticamente afastá-lo de seu mandato e, se sua responsabilidade no caso comprovada, de maneira automatica deveria perder o mandato, o salário, o direito a aposentadoria e tornar-se permanentemente inelegível.
Genoíno pode até ter problemas cardíacos, mas se a justiça comprovou sua culpa e responsabilidade no caso do mensalão, como a dos outros acusados, eles devem cumprir sua pena que foi determinada pelo juíz.
Não adianta  ficar fazendo manha para não cumprir a pena a qual ele foi setenciado. As pessoas, independentemente de quem quer que seja, deveriam pensar antes de agir e fazer coisas erradas. Se ele não tem culpa, deveria ter mostrado as provas de sua inocência durante o processo pois a justiça prevê o direito a defesa a todos.
Pergunto o seguinte. Se ele foi condenado, porque ele não perdeu o mandato? Ele está recebendo salário? Se afirmativo, porque Genoíno continua recebendo seus vencimentos, uma vez que ele está preso e não está trabalhando, sendo que qualquer cidadão comum que é preso automaticamente é demitido não recebe mais seu salário? Não vejo motivos para aposentá-lo por invalidez e digo mais, político na minha opinião não deveria ter direito a aposentadoria por ser um cargo eletivo.
Uma pergunta que não quer calar. Quando o dinheiro do mensalão, do caso do juiz Lalau, da Jorgina vão voltar aos cofres públicos? O que está sendo feito para recuperar esse dinheirão?
O grande amigo  radialista/Jornalista Cilmar Machado, a qual tenho uma grande admiração como profissional e pessoa, percebou o espírito do artigo de quase sátira em suas sábias palavras. Assim como o Brasil está sendo uma quase sátira de si mesmo por não se levar a sério, onde uma Constituição e um Código Penal frouxos permitem que estes tipos de escândalos aconteçam.
Sim há bom políticos no Brasil, quero crer e ter a esperança de que ainda existam pessoas que queiram realmente mudar a situação atual. Mas, a culpa disso tudo é apenas de gente que entra na política com má intenção? De forma alguma, não adianta tapar o sol com a peneira e dar uma de "avestruz" e colocar a cabeça no buraco para não ver o que está acontecendo.
Uma parcela da culpa é do eleitor que toma conhecimento de escândalos como o do mensalão entre outros e elegem e reelegem políticos que estão sob suspeita, sob investigação ou ainda que foram condenados pela justiça mas que votam no "Bolsa familia" uma boa ideia aplicada de forma errada e distorcida e usado como bandeira de campanha para dizer que o Partido do povo tirou os pobres da miséria. É preciso revisar o Bolsa Familia para que seja aplicado de forma correta. E o cidadão precisa urgentemente perceber que para mudar politicamente o país e as leis é preciso trocar políticos que agem de má fé!
Sei que não vou mudar o país, não depende de mim e muito menos vou mudar as pessoas e não é essa a minha intenção. Este que vos escreve, como jornalista tem o papel de alertar as pessoas e seus leitores, esta é minha função.
O Brasil sem dúvidas precisa de grandes mudanças para crescer e se tornar um país de primeiro mundo mas, toda a mudança para que aconteça tem que começar com o primeiro passo. Este primeiro passo está na mão do cidadão brasileiro que tem uma grande arma na mão para iniciar estas mudanças e, pelo que percebi, são poucos os que notaram o poder de transformação que esta arma tem. Qual é esta arma: O título de leitor e o voto!
*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista  a 18 anos, foi colunista do Correio de Lins e do Jornal da Mooca, Revista Tatuapé. Trabalhou como Assessor de Comunicação Social da AgipLiquigás

 

Lins/SP: Secretaria Municipal de Saúde Emite Nota Sobre a Dengue

"Precisamos de homens que consigam sonhar com coisas que nunca foram feitas." John Kennedy


Caros amigos e inimigos leitores,

A Secretaria Municipal de Saúde de Lins/SP, por meio do CODEC, emitiu nota a respeito dos casos de Dengue na cidade. Antes de apresentar a nota é preciso dizer o seguinte ao leitor. Nós todos como cidadãos, somos responsáveis também pela fiscalização e prevenção e até a diminuição ou aumento da doença na cidade.
A prefeitura deve fazer a parte dela no combate a doença? Sem nenhuma sombra de dúvida! Mas, o cidadão também é responsável por isso e também tem sua parcela de culpa se a doença apresenta aumento de casos e, a prefeitura terá sua parcela de culpa se ela se omitir e nada fazer.
A situação é a seguinte: Não adianta a prefeitura fazer a parte dela e o cidadão não fazer a parte que lhe cabe que é ajudar no combate e prevenção da dengue. Como ocorre a prevenção? Não deixar água parada, garrafas e pneus velhos jogados, lixo e baldes espalhados que podem acumular água e ser ambientes favoráveis para que a dengue venha a surgir. Lembrem-se, a dengue pode matar. Se tem lugar que está sendo de risco, denuncie. Caro leitor, não podemos tapar o sol com a peneira, todos nós somos  responsáveis no combate a Dengue, tanto quanto as autoridades e temos que ajudar os departamentos responsáveis da prefeitura a nos ajudar a combater esta terrível doença. A prefeitura e seus departamentos que fazem esse combate, não conseguirão fazer tudo sozinhos, é preciso unir forças com as autoridades do município para vencer este mal A seguir a nota da Secretaria Municipal da Saúde:



  

         
  
Secretaria Municipal de Saúde


25/11/2013



NOTA-DENGUE



A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Divisão de Vigilância Epidemiológica e Equipe de Controle de Vetores informa que foram confirmados neste mês 03 novos casos da doença, totalizando 236 casos confirmados como positivo de Dengue em Lins. Portanto, até o presente momento, foram notificados 514 (quinhentos e quatorze) casos suspeitos, sendo que destes 278 (duzentos e setenta e oito) foram encerrados como negativos, 236 (duzentos e trinta e seis) como positivos e dois aguardando resultado. 
            Em decorrência desses novos casos a equipe de controle de vetores permanece realizando o bloqueio de controle de criadouros nos bairros: Ulisses Guimarães, Jardim Tangará e busca ativa de novos casos suspeitos no entorno da Justiça Federal, com objetivo de bloquear a transmissão.
            A Secretaria Municipal de Saúde continua com as ações de controle de criadouros do mosquito Aedes aegypt. Por isso, solicitamos a colaboração da população no sentido de receber bem nossos agentes, autorizar a visita dentro e fora do imóvel e acatar as orientações por eles passadas.
            Lembramos também sobre a importância das pessoas se atentarem aos sintomas da dengue como : febre alta acompanhada de dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, no corpo e nas juntas e que continuem procurando a Unidade de Saúde para que possamos estabelecer as ações a serem realizadas.


Maiores informações, (14) 3533-4250 e (14) 3533-4283.


Rosângela Badine Pizzighini

Enfª.  Mariana Batelochi S. Rozeno

Enfermeira – Dengue

Diretora da Vigilância Epidemiológica
SESA - Lins

SESA – Lins



*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista a 18 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Mooca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás como Assessor de Comunicação Social.

Punindo os motoristas mal educados em Lins/SP

"Nao pergunte o que o pais pode fazer por voce, mas o que voce pode fazer por seu pais.!". John F. Kennedy (Ex Presidente dos EUA)


Caros amigos e inimigos leitores,
O leitor João Luiz de Almeida, participa ativamente da vida politica linense, sua participação me deu a ideia de escrever uma dica ao bom motorista, já que ele publicou numa rede social famosa, o telefone da fiscalização do trânsito para denunciar motoristas que desrespeitam as vagas de idoso e/ou deficiente físico. Já tratei do assunto aqui no blog, pois houve denúncia de uma ilustre leitora.
Ligar e chamar a fiscalização, é uma excelente ideia e como já comentei diversas vezes em outros artigos, a população pode e deve ajudar as autoridades para deixar a cidade melhor.
O leitor vendo o uso irregular das vagas de idoso e deficientes físicos, deve ligar para a  DMT (Diretoria Municipal de Trânsito) e pedir para que a fiscalização vá ao local onde está ocorrendo a infração. os telefones da DMT são: 08007722800 e 3533 7022.
Os maus motoristas devem ser punidos  e os que andam dentro da lei, podem colaborar denunciando estas e outras infrações de trânsito as autoridades responsáveis.
Estes maus motoristas, se não aprendem no amor, vão aprender na dor e é preciso que eles entender que ninguém está acima da lei e do bem e do mal;
No caso das vagas de idosos e deficientes, existe uma regulamentação que deve ser respeitada por todos, afinal segundo a constituição, todos somos iguais perante a lei, pelo menos teoricamente. As vagas de idosos, foram criadas para as pessoas de idade, por várias razões e eu concordo com a existência destas vagas. Obviamente as vagas para deficientes físicos foram criadas para facilitar a locomoção das pessoas que tem dificuldades de locomoção, e para ficar melhor, é preciso que estas vagas tenham rotatividade.
Os maus motoristas precisam entender que as vagas de idoso foram criadas para as pessoas de idade e não para o carro velho que eventualmente elas tenham. O Mesmo acontece com as vagas de deficientes físicos e elas existem e foram criadas para facilitar o acesso e locomoção dos portadores de alguma deficiência física. Os maus motoristas devem entender isso. As vagas de deficientes não foram criadas para as pessoas que dirigem e que tem deficiência de educação e civilidade.


*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista a 18 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Mooca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás como Assessor de Comunicação Social.



Ações para ter uma cidade e um país melhor

 "O que me assusta não são as ações e os gritos das pessoas más, mas a indiferença e o silêncio das pessoas boas." Martin Luther King




Caros amigos e inimigos leitores,
Quando ouvimos todos os lados dos fatos, como acontece na rotina do jornalista, algumas vezes confirmamos algumas opiniões e outras acabam sendo revistas junto com nossos conceitos.
Com a abertura política e a volta do Estado Democrático de Direito, voltou o direito a liberdade de expressão, ao voto, a livre manifestação do pensamento entre várias conquistas. Enfim, nestes anos de democracia, muita coisa mudou.
Enfim, no meu ponto de vista, coisas boas vieram mas, o que vejo, sem querer generalizar é que a muitos eleitores e políticos que ainda não amadureceram na questão do voto e de administrar a cidade, estado e país.

Mas o caro leitor deve estar pensando, "onde o Franco quer chegar?"  Gente, vamos ser sinceros, muitos cidadãos devem pensar que seu compromisso com a política se encerra no dia que ele digita seu voto na urna eletrônica e não é bem assim.

O eleitor deve perceber que a política estará sempre presente, mesmo que as eleições acabem pois o que os seus representantes decidirem vai afetar seu cotidiano, portanto, ele deve ser participativo da vida política da sua cidade e de seu país.

Por outro lado, há políticos que pensam que seu compromisso é com o partido, e que com o cidadão termina no dia da votação. e obviamente não é assim.

O novo representante ou o reeleito, deve perceber que seus vencimentos vem do dinheiro público, que tem origem dos vários impostos que o contribuinte paga. Portanto, seu maior compromisso maior, sempre foi e será com o cidadão, ele foi eleito para representar o cidadão e não o partido.
Para percebermos isso, é necessário buscar o amadurecimento político seja como cidadão, seja como representante do povo. Vamos fazer uma pequena análise para refletirmos e tentar crescer como cidadão eleitor e cidadão político.
Eleitor: vamos lá, direto ao ponto. Nós como eleitores temos que aprender o seguinte. Não podemos chegar as urnas, digitar qualquer número e ir embora dizendo ou pensando "Graças a Deus estou livre"! Se você pensa assim, meus pêsames. Você pode estar contribuindo para que escândalos como o do Mensalão tomem conta do Brasil, você acha certo isso? Não é comigo que você deve ser sincero, mas com você mesmo e seus familiares. Na hora de votar, pense no futuro que quer deixar para as futuras gerações de seus familiares. Seu voto pode influenciar diretamente esse futuro.
Mais consciente é o voto, menor é o risco de gente ruim tomar posse.
Muitas cidades de vários países da América do Sul, Europa entre outros continentes, adotaram com sucesso, o governo participativo, onde o cidadão forma uma comissão em cada bairro de sua cidade e estas comissões (ou delegações) levam as propostas e os problemas dos bairros aos vereadores e prefeitos. O resultado tem apresentado muita eficácia. Poderíamos adotar aqui em Lins/SP.
É preciso entender também o outro lado da moeda, dos nossos representantes. Muitas vezes há gente boa lá querendo trabalhar em favor da cidade mas, o que acontece? Há casos que enfrenta opiniões contrárias e muitas vezes é difícil fazer com que os opositores mudem de ideia. Há opositores que são contra porque a ideia não foi deles e não se importam se aquele projeto vai beneficiar  e muito a cidade a situação piora se junto com isso, entra a inveja e a vaidade pessoal.
O cidadão vai falar dos EUA, tudo bem, é até bom, é um dos países que é referência no quesito democracia. O voto não é obrigatório e existem dois partidos e, quem quiser e se tem condições para isso, pode concorrer a presidência com candidatura independente. 
Tem mais uma coisa, o espírito de coletividade lá é bem desenvolvido, pois sabem que uma ação errada de um indivíduo pode prejudicar a sociedade. O bem estar da coletividade, se sobrepõe ao individual, já aqui......a lei de Gerson.....manda e desmanda!
Os Políticos por outro lado, e me refiro a alguns e não a todos, precisam entender que não estão lá para governar para eles mesmos mas para a cidade e, dependendo do caso, para o estado que representam ou para o país.
É preciso acabar com algumas coisas como desmanchar o que vinha sendo feito anteriormente e que funciona bem e deve mudar apenas o que não está bom. Para isso é necessário e importante se fazer antes da posse, a transição dos prefeitos, governadores e Presidente, para que os eleitos vejam o que está bom, e o que realmente precisa ser mudado.
Não podemos mais aceitar que seja mudado tudo por vaidade partidária ou política. Como dizem, o sol brilha para todos e cada governante pode deixar sua marca mesmo que diferente a do antecessor. Os políticos - insisto não são todos - precisam fazer uma oposição mais responsável e uma situação mais consciente.
 A verdade é uma só, ambos os lados, os representantes e os eleitores devem melhorar sua comunicação para que efetivamente as prefeituras, governadores e presidentes da república façam um mandato mais eficiente e eficaz.
É hora de rever nossos conceitos!
*Franco Barni (MTB 29942)
*Franco é jornalista a 18 anos, foi colunista do Correio de Lins, jornal da Mooca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás como Assessor de Comunicação Social

Com a Palavra o Presidente da Câmara Municipal de Lins/SP

"Não pergunte o que o país pode fazer por você. Mas o que você pode fazer por seu país"! John F. Kennedy (EX Presidente dos EUA)
Caros amigos e inimigos leitores,
Como anunciei e prometi na semana, e promessa e dívida, trago a entrevista com Sua Excelência, o vereador e Presidente da Câmara Municipal de Lins/SP, a ideia das entrevistas, a primeira de várias, surgiu com o intuito de mostrar ao máximo a transparência e quanto este espaço é Democrático e todas as opiniões e ideias mesmo que diferentes  das minhas serão ouvidas e expostas aqui e respeitadas. Bom, vamos direto ao assunto, vou trazer aqui o currículo do Dr. Marino, a qual agradeço a sua generosidade em ceder alguns minutos do seu tempo apertado para trazer suas palavras aos leitores.


Currículo Dr. Marino Bovolenta Jr.

Marino Bovolenta Júnior (PV) é o presidente da Câmara. Na última legislatura, sugeriu a criação pelo município do Disque Idoso. O serviço recebe denúncias de maus-tratos a idosos e faz os devidos encaminhamentos dos casos. Ele ainda cita a exigência de câmeras de segurança em bancos e lotéricas, de caixas eletrônicas em braile e de calçadas ecológicas em novos empreendimentos como alguns de seus principais projetos em seu primeiro mandato. Acrescenta ainda o projeto para a realização do Dia do Lazer para o Deficiente.
Em 1997 e 2000, ele foi vereador em Getulina. O vereador, com 57 anos, é natural de Botucatu. Tem especialização em clínica médica e geriatria. Ele, que obteve 870 votos, afirma que pretende lutar pela instalação do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), a canalização do córrego Campestre e em projetos que contemplem as pessoas com deficiência. Marino é casado com Sonia Maria Malfatti Bovolenta, e tem dois filhos, Amanda e Marino Neto.

ENTREVISTA:

Franco Barni:  Dr. Marino, obrigado por sua importante entrevista, aproveito para parabenizar o senhor pela iniciativa de cortar gastos na Câmara Municipal de Lins/SP. O que mostra que os representantes linenses da Câmara, tem respeito pelo cidadão. Como surgiu a idéia?

Dr. Marino Bovolenta: Quando assumi, em janeiro, a presidência da Câmara, disse ao meu Assessor Administrativo, José Carlos Duarte Pinheiro, que deveríamos administrar os gastos da Câmara como se fosse em nossa residência, com muita parcimônia, pois trata-se de dinheiro público e o município se encontra carente de recursos. Economizamos em água, luz, telefone, horas extras de funcionários e o resultado e a previsão de devolução à prefeitura de um milhão de reais, até dezembro.


FB: Na gestão anterior, o AME não veio a Lins, acabou indo a Promissão, A Câmara pretende conversar com o senhor prefeito para tentar trazer uma unidade do AME para Lins? Por quais motivos o AME não veio para Lins? Não seria importante para a cidade e evitaria viagens, e gastos?

Dr. Marino AME não veio para Lins, apesar do esforço político da Câmara ( Eu, Edgar de Souza, cinco vereadores e o prefeito Waldemar Casadei estivemos em 2009 em reunião com o secretário adjunto da Casa Civil, Dr. Rubens Cury), porque a maioria do prefeitos da nossa micro região apoiaram e solicitaram ao Dr. Luiz Roberto Barradas, então secretário Estadual de Saúde, a ida do Ambulatório Médico de Especialidades para Promissão.

Dificilmente o Estado montará um AME tão perto de outro já existente, apesar da solicitação do Sr. Prefeito.




FB:: Muita gente e muitos leitores do blog me abordam na rua, ou por e mail, levantando uma questão sobre a vinda de uma fábrica de lâmpadas e que depois nada mais foi noticiado. O senhor  pode informar algo a respeito população?

Dr. Marino: A Câmara aguarda com expectativa e apreensão a vinda da fábrica, mas não temos notícias novas.

FB: Algumas  perguntas sobre o trânsito da cidade, há muita reclamação sobre a morosidade no reparo do asfalto, o que pode ser esclarecido a população sobre o assunto?

Dr. Marino: Operação Tapa-Buracos e Recape são as solicitações mais frequentes feitas pelos munícipes aos vereadores. Cobramos providencias ao Prefeito e Secretária de Obras, que alegam que no devido tempo a maior parte da cidade será contemplada. É moroso por falta de recursos financeiros e equipamentos.

FB: Moro na região próxima ao estado Gilbertão, e no cruzamento das ruas Florêncio Pupo Netto e Rua Nossa Senhora Auxiliadora, a rua preferencial mudou algumas vezes mas não evita as colisões e a rua do estádio (R. Nossa Senhora Auxiliadora) é uma descida, os veículos (motos, carros, camionetes, entre outros) descem essa rua em velocidade. Poderia se colocar lombadas mas, há motociclistas e motoristas que passam pelas lombadas como se elas não existissem, quais seriam as soluções para coibir a alta  velocidade nessa rua?

Dr. Marino: Levarei o questionamento ao Diretor de Trânsito José Gonçalves Cintra Neto.

FB:  Uma leitora levantou por diversas vezes um problema de sinalização nos cruzamentos das ruas Oswaldo Cruz e Voluntário Vitoriano Borges. Segundo a leitora, a sinalização está errada. Ela diz que por diversas vezes levantou a questão com autoridades e que não foi atendida.  É possível  o departamento responsável analisar  a questão da sinalização e, se necessário, resolver o problema para que os acidentes diminuam neste cruzamento?

Dr.Marino: Levarei a reivindicação ao Diretor de Trânsito.

FB:  Uma pergunta sobre eleições 2014. O senhor realmente é candidato a deputado Federal? O senhor vem exercendo além do mandato de vereador, o de presidente da Câmara e, percebo que tem conseguido com sucesso unir os vereadores para defender os interesses da cidade como foi o exemplo do corte de gastos da Câmara.  Se o senhor for eleito deputado, quem terá essa missão de unir o grupo de vereadores? Como ficará Lins sem a sua Liderança na cidade? E em Brasília já tem metas?

Dr Marino: Não serei candidato a deputado, pois a pretensão era ser Deputado Estadual, mas o vereador Roy Nelson (do PR) não abre mão de ser ele o candidato. As lideranças do PV que me convidaram a ser candidato alegando que pelo tamanho e importância, Lins teria que ter um deputado eleito. No pleito de 2010 teve candidato estadual eleito do PV com 45000 votos ( O PV é um e dos  partidos que menos votos necessita, ao contrários dos grandes partidos ). Temos cerca de 55000 eleitores em Lins, mas se dividirmos o voto com outros candidatos locais, não elegeremos nenhum.

FB:  A cidade, mesmo sendo pequena  tem seus problemas, qual o balanço que o senhor faz deste ano a respeito do trabalho da Câmara, conseguiram atingir as metas esperadas?

DR Marino: As funções primordiais do vereador são fiscalizar e criar leis. Neste sentido a Câmara tem cumprido seu papel com muita seriedade. Não temos o poder de executar. Isto fica a cargo do prefeito.
FB: Na última quinta feira, dia 21/11/13, o senhor junto com o prefeito e o vice, participou da inauguração da USF. O senhor poderia explicar as diferenças com a Unidade Básica de Saúde tradicional para esclarecer a população?

Dr Marino: O Programa da Saúde da Família é uma nova orientação de modelo assistencial, onde uma equipe de multiprofissionais é implantada em Unidades Básicas de Saúde. Esta equipe é responsável pelo acompanhamento de um número definido de família, localizada em uma área geográfica também definida. Tal equipe tem que zelar pela prevenção e manutenção da saúde nesta comunidade.


FB:Quais as metas para 2014?

Dr. Marino: Pretendemos continuar com a transparência (inauguramos o novo layout do site em 30/04 deste ano), economia, fiscalização e cobrar do prefeito a implantação da atividade delegada e a construção do Centro de Controle de Zoonose, para isso estou fazendo, juntamente com o vereador Mauro Gás e Roy Nelson,  uma emenda no orçamento do município para o ano vindouro de R$ 300 000,00:

FB: No feriado do dia 2 de novembro de 2013, houve um acidente gravíssimo na rodovia David Eid, que liga os municípios de Lins a Sabino. É uma  estrada curta, se não me engano vicinal, não é? Apesar de ser curta, ela é perigosa, pista simples, dupla mão. Quais providências podem ser tomadas por parte não só de Lins, mas de Sabino também visando o aumento de segurança nesta rodovia, pois a situação é preocupante. Há um trânsito intenso nela de caminhões devido também a atividade agropecuária (por lá transitam caminhões transportando cana, gado, entre outros). Vale a pena duplicar para aumentar a segurança, se não dá, o que pode ser feito para deixar esta rodovia mais segura? E a estrada Prefeito Chiquinho Junqueira, na época que recapearam a Davi Eid, os jornais divulgaram que ela seria asfaltada, por que ela não recebeu o asfalto?

Dr. Marino: No ano passado, mais precisamente no dia 26 de junho, acompanhei o supervisor do DER, Claúdio Alarcão, para uma vistoria nos pontos mais críticos da Rodovia David Eid, para verificar a possibilidade de construção de uma terceira faixa. De acorodo0 com Alarcão a maioria dos trechos de risco está em áreas planas, o que facilita construção, mas até agora não vimos nenhuma iniciativa do DER.Penso que uma medida que ajudaria muito a diminuir os acidentes seria a fiscalização do trecho com Etilômetros nos finais de semanas e feriados.

FB: Leishmaniose: como o senhor sabe e os leitores também, sou um grande defensor  da mudança da lei municipal que permite o tratamento dos cachorros contra esta terrível doença.  Quando estive na Câmara, levei o material após mais de três anos de pesquisa, o Brasil era a época e ainda é o único pais no mundo que sacrifica os cachorros como medida preventiva e forma de combate a leishmaniose. Como o senhor sabe, pelo fato de ser médico, o vetor e o verdadeiro vilão é o mosquito palha e não o cachorro. Em janeiro deste ano, saiu a lei FEDERAL e, recentemente,  o STF deu ganho em última instância para quem entrou com o processo pedindo a permissão do tratamento dos cachorros com medicação humana, ganhou, agora é definitivo, é permitido. Quando vamos mudar a lei municipal já que existe a federal?

Dr. Marino: A lei municipal não precisa ser necessariamente mudada, pois a federal a sobrepõe. Conversei com o prefeito Edgar a este respeito ele me disse que o município não tem condições financeiras para arcar com o tratamento dos cães doentes e/ou a vacina

FB: Segundo estes estudos, os exames de sangue que acusam se o cachorro tem a leishmaniose ou não, são postos em dúvida por um motivo principal. O exame pode dar falso positivo e falso negativo, o senhor vê a preocupação de muitos de nós defensores da causa?

Dr. Marino: Exames laboratoriais podem ser falhos e eu comungo com a causa de defesa dos animais.

FB: Já que existe o combate a dengue, e o transmissor da leishmaniose é o mosquito palha, porque ele vem do ambiente (terrenos baldios, entre vários outros) abandonados e sujos onde o protozoário da leishmania se desenvolve, o mosquito gosta de ambiente úmido e quente, e ai ele sai do ambiente contaminado e espalha a doença. O que o senhor acha de fazer a campanha, trazer especialistas no assunto, como o Professor Dr. André Luiz Soares Fonseca da Universidade do MS e o Prof. Dr. Paulo Tabanez, da Universidade Federal de Brasília para fazer os esclarecimentos devidos não só as autoridades de Lins, mas a população da cidade, não seria interessante conversar com o prefeito para trazê-los aqui em nossa querida cidade?


Dr. Marino: Acredito que quanto mais esclarecida a população, melhor a prevenção. Acho que seria muito importante a vinda do Dr. Paulo Tabanez e outras autoridades no assunto à nossa cidade.

FB: Para encerrar a entrevista, gostaria de agradecer  a generosidade do senhor por me atender e pedir a sua excelência que faça uso agora para dirigir aos leitores algumas palavras. Fique a vontade Dr. Marino. Muito Obrigado e, o espaço está sempre disponível para quando precisar e se fizer necessário.

Dr. Marino: Eu que agradeço a oportunidade, uma vez que sou fã do seu trabalho. Pediria aos seus leitores que também acessem o site da Câmara (www.camaralins.sp.gov.br ) e assistam as sessões da Câmara todas as segundas as 20hs. Caso não possam comparecer vejam pelos sites O cultural e TV Câmara. A Radio Alvorada também transmite ao vivo.


 Esclarecimento ao leitor:

Um leitor, que achou interessante a entrevista perguntou como está sendo usado o dinheiro da cidade. Informo que quem quiser saber sobre isso o site da prefeitura http://www.lins.sp.gov.br   e o site da Câmara Municipal de Lins    http://www.camaralins.sp.gov.br/  tem o ícone transparência onde existe a prestação de contas ao cidadão. Qualquer dúvida entrem em contato com o departamento responsável da prefeitura.



Nota do Jornalista: Dr. Marino, quero agradecer publicamente a sua entrevista e, em especial a última resposta onde o senhor declara ser fã do meu trabalho. Isso me deixa lisonjeado e muito enaltece meu trabalho uma vez que o senhor é uma personalidade pública conhecida na cidade de Lins/SP.  Mostra também que estou no caminho certo e, aumenta minha responsabilidade com o leitor. Meus sinceros agradecimentos e, em nome do leitor volte sempre que desejar.



*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco Barni é jornalista a 18 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Mooca, Revista Tatuapé. Trabalhou como Assessor de Comunicação Social da AgipLiquigás.


© 2014 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva.