2014, o ano que existe apenas na folhinha no Brasil

"As fraldas e os políticos devem ser trocados com frequência pela mesma razão!" Eça de Queiroz



Caros amigos e inimigos leitores,

 O ano de 2014 no Brasil é mera formalidade do calendário gregoriano que o país tupiniquim segue! É derrubar um portão aberto, o ano só vai existir mesmo para uma minoria  e para o restante será apenas mais um ano que existirá burocraticamente, na folhinha.
Porque este que vos escreve está dizendo isso? O carnaval este ano é em março, apesar de a folhinha indicar que o ano começa no dia primeiro de janeiro, de fato no Brasil começa para valer após o carnaval. Logo vem a Copa do Mundo com seus estádios construídos no "Padrão Fifa" e, para completar o ano inútil, teremos eleições majoritárias.
Eu me pergunto se aqui o cidadão brasileiro tem uma vida Padrão Fifa. Apesar de não poder reclamar, vejo que a saúde, o transporte público, as estradas, os políticos, a Educação não estão no "Padrão Fifa".
Teve um jogador famoso que veio dizer uma coisa absurda de que a Copa do Mundo não se faz com hospitais e sim com estádios. Realmente não jogamos futebol nos hospitais mas sim em campos de futebol. Mas pergunto a este jogador que fez a declaração mais infeliz do mundo, se ele quando precisou operar o joelho dele, fez a cirurgia em um estádio de futebol.
Eu pergunto se o Brasil pode se dar ao luxo de gastar literalmente Bilhões em estádios e infraestrutura para sediar um mundial de futebol, e abandonar a educação, a saúde, moradia enquanto tudo aqui de primeira necessidade está à beira do caos e da falência, temos dez dos vinte estádios mais caros do mundo.Será que isso é motivo de orgulho?
Enquanto isso, na capital brasileira, mulheres grávidas não tem leito, hospitais estão caindo aos pedaços, a Educação está falida, gente de bem está morando em favelas e áreas de risco.
O governo se esquece que o cidadão não quer estádio "Padrão Fifa" e sim ter uma vida normal, no "Padrão Fifa" quer viver com dignidade, quer uma casa boa para morar, casa boa para morar não significa casa de luxo, quer ter, Educação, Moradia, transporte, Saúde, Hospitais, Segurança tudo no "Padrão Fifa" e se  a Federação Internacional de Futebol quer estádios suntuosos que ela banque tudo do bolso dela por que ela tem dinheiro para isso.
Não é o governo Brasileiro e de qualquer país que seja que deve bancar a festa da Fifa, em detrimento do bem estar do cidadão brasileiro, ou seja lá de que país for. Você vai trabalhar de voluntário (de graça) para eles? merece o prêmio de otário do ano, pois a Fifa vai faturar milhões nas suas costas.
É muito fácil a Fifa vir ao Brasil exigir mundos e fundos com o "Chapéu alheio", ela deveria arcar com todas as despesas com o dinheiro que tem. É fácil exigir caviar quando é o próximo que está pagando.
Sou contra a Copa do Mundo  e as Olimpíadas no Brasil porque temos problemas sérios a resolver e muito mais importantes do que sediar um mundial de futebol e os jogos olímpicos.
Enquanto ficarmos sendo "Baba ovo" e idolatria com os outros e estes metendo a mão no nosso bolso e achando lindo, vão querer a cada dia, nos fazer mais e mais de idiotas e otários. Acorda Povo!!! Acorda Brasil!!!

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco Barni é jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

As enchentes na cidade de São Paulo

"As Fraldas e os políticos devem ser trocados com frequência pela mesma razão!" Eça de Queiroz



Caros amigos e inimigos leitores,


Entra ano, sai ano novos prefeitos entram e saem da capital paulista e as enchentes continuam a atormentar a vida do paulistano.
É o mesmo rebosteio todo o ano, mudam os personagens mas o cenário e os discursos se perpetuam. A culpa é sempre da gestão anterior! Na verdade, o cidadão não quer saber quem são os culpados, mas quer soluções práticas para acabar com o caos instaurado na cidade de São Paulo, a maior cidade do Brasil.
A cidade uma verdadeira selva de concreto impermeabilizada, fruto da falta de um planejamento para que a cidade se desenvolvesse de forma planejada e ordenada, não preservou como deveria seus mananciais e as áreas verdes que são de vital importância para a vida. Isso tornou a cidade impermeável colaborando e muito para as enchentes ao menor sinal de chuvas.
Fora isso, há invasão de espaços onde a construção de moradias não é adequado, são verdadeiras áreas de risco que podem em uma chuva forte  destruir tudo, sonhos e bens de pessoas que não tem quase nada, pois os prefeitos se preocupam em aumentar IPTU, e cidade envolvida em escândalos de desvio de condutas e tudo mais.
A cidade é campeã em medidas paliativas, em vez de acabar com a causa do incêndio, eles acabam com o fogo. As Marginais, mostram a arrogância do ser humano. Pistas construídas às margens dos rios Pinheiros e Tietê e não precisa ser um gênio ou formado em ecologia para saber que nas chuvas, estes rios vão reivindicar estas margens pois eles vão encher e ali é leito de rio as pistas deveriam ter sido construídas mais afastadas das margens destes rios.
Mas não...O ser humano, as construtoras e os prefeitos que passaram querem mostrar seu poder até para a natureza e Deus e qual o resultado disso? Nós cidadãos perdemos. Estes governantes se acham acima do bem e do mal, acima de Deus mas um dia a conta chega e o cidadão paulistano está pagando a conta pelos erros administrativos das gestões passadas e presentes.
A humildade deve fazer obrigatoriamente parte da conduta de qualquer ser humano, ainda mas dos gestores públicos ou privados. Enquanto as autoridades eleitas não perceberem que não governam para eles mesmos e que dependem do cidadão, a situação apenas vai piorar a cada dia.

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.

Na República Marvadão a Presidente Fominha Voraz Deita e rola




"As Fraldas e os políticos devem ser trocados com frequência pela mesma razão!" Eça de Queiroz


Caros amigos e inimigos leitores,


Há uma crise terrível no sistema prisional na República  Marvadão. A Presidente Fominha Voraz e no meio desta crise ela contratou a empreiteira de um doador de sua campanha sem fazer licitação.
Agora as ratazanas aparecem, é merda na ventoinha! Seu pai Apetite Voraz não consegue ajudá-la. Falcatruas por todo o lado, não se sabe quem é do bem ou do mal.
A construtora (Construratotech) vai levantar o novo presidio é a mesma que doou para a campanha da presidente reeleita em 2010 D$ 225.000,00 (duzentos e vinte e cinco mil Durangos).

Os cidadãos estão fazendo rolézinhos, soltando fogos, brigando, querem a cabeça da Presidente!!! Dizem que a sigla CPI lá na República Marvadão quer dizer Coma a Pizza Inteira.
Querem a Cassação da Presidente! Fora Fominha, Fora Fominha Voraz! Diz o povo. Mas o presidente do senado diz que dificilmente ela será cassada.
esta noticia segundo informações do presidente do Congresso está sendo apurada e dependendo vão abrir uma CPI.
Estamos aguardando maiores notícias para divulgar ao leitores. Cá para nós, queremos a cabeça dela servida numa bandeja de ouro.
A situação dos presídios não está nada boa, existem conflitos nos presídios que são verdadeiras bombas relógios.
Vamos ver o desenrolar dos acontecimentos. É preciso ter  muito jogo de cintura para resolver esta situação!

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

Lins/SP: Novo semáforo e na Hora Certa

"Antes Antipático do que falso! Afinal, o que é ser simpático, fingir que gosta de todo mundo? Então, meu caro, se eu não for com sua cara, não conte com minha simpatia. Chega de confundir falsidade com educação!" Dr. House


Caros amigos e inimigos leitores,

No dia 20 de Janeiro de 2014,  a Diretoria Municipal de Trânsito (DMT) concluiu de um novo semáforo na cidade, nos cruzamentos da Rua Rio Branco e XV de Novembro.
Semáforo que na verdade é mais do que bem vindo, pois ali é um ponto bem crítico para o trânsito e este semáforo chegou em boa hora. Um dos motivos é que é um verdadeiro risco cruzar a XV de Novembro de quem vem pela rua Rio Branco. Os riscos de acidente vão, com certeza, diminuir. 
Na minha modesta opinião tudo que for para deixar o trânsito de automóveis mais seguro na cidade é bem vindo, mais do que bem vindo.
Claro, existem outros pontos que precisam de semáforo mas, claro que é preciso de tempo para que sejam instalados e na hora certa estes serão instalados.
Vamos acompanhar para ver se a esquina destas referidas ruas onde o novo sinaleiro foi instalado o índice de acidentes diminui. Mas como comentei sou favorável a chegada deste semáforo.

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

Aumento da Violência em Lins/SP provoca reação dos vereadores linenses

"Conquiste o respeito dos demais tendo a ousadia de ser você mesmo!" Dr. House


Caros amigos e inimigos leitores, 

A preocupante escalada da violência em Lins/sp e a onda de assaltos na cidade, fez com que o cidadão João Luiz de Almeida e o Vereador Geraldo Correia, façam uma reunião que acontece na próxima quarta feira, dia 22 de janeiro de 2014 às 19:30 na Câmara Municipal de Lins.
 É incrível como nos últimos dias, a onda de assaltos tomou conta da cidade, Padarias, lojas de roupa, postos de gasolina, ruas em bairros nobres da cidade que tiveram carros com tentativas de roubo, e por fim, inclusive tráfico de drogas.
No meu ponto de vista a reunião deve ser direta e objetiva junto com os cidadãos sem que sem privilégios das ideologias politicas. Este que vos escreve foi convidado pelo vereador Geraldo Correa, aceitei o convite mas por questões estritamente pessoais, achei melhor não participar das reuniões.
Precisamos partir sem rodeios para decisões efetivas sobre o assunto pois Lins está se tornando violenta demais e devemos tomar ações eficientes e eficazes para que a situação não piore.
Olha, não adianta culpar as outras cidades onde tem presídios e tudo mais. O que se tem de concreto é a escalada da violência e, no meu ponto de vista, não precisamos de cadáveres de trabalhadores honestos para que todos acordem para o problema.
Devemos  aproveitar a oportunidade e começar agir como eu disse anteriormente. Os interessados podem comparecer a Câmara Municipal e para agilizar os trabalhos vamos já levar as idéias para serem discutidas e aprovadas pela maioria para que estas medidas sejam tomadas o quanto antes.
Seria interessante se o prefeito Edgar de Souza e seu vice, Rogério Barros participassem pois eles estão sempre antenados e prontos para buscar soluções que possam  beneficiar a cidade  e seus moradores.
Veja, é  um momento que se faz necessário deixar ideologias políticas e partidos de lado e pensar num bem maior que é nossa amada Lins, pois notícias negativas de assalto, roubos e tudo mais prejudicam a nossa cidade e a imagem dela. Por isso imploro, vamos agir o quanto antes, enquanto é cedo, para que o problema não se agrave!
Parabéns ao João Luiz Almeida, ao Vereador Geraldo Correa pela iniciativa, vamos fazer a nossa parte em conjunto!

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista há 19 anos, foi colaborador do Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou Na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

NA REPÚBLICA DO MARVADÃO, O VALE TUDO EM NOME DA AUDIÊNCIA NA TELEVISÃO







medidor de audiência com o resultado da pesquisa da qualidade da programação da TV

"Para ter inimigos não é preciso declarar guerra, basta dizer o que pensa!" Martin Luther King


Caros amigos e inimigos leitores,

Buenas Indiada!!!! Vou destilar meu veneno sobre o assunto programas de televisão! Estou impressionado com o que acontece aqui no país nas emissoras de televisão. É um festival de baixarias, P*tarias, safadezas, sodoma e gomorra. Tudo em nome da audiência. Vale Tudo!!! 
Vale atacar os bons costumes, vale apelar para o ataque aos bons costumes, palavrões, nas novelas que passam em horário nobre quando a família está reunida diante da televisão, falcatruas, sacanagens de todos os gêneros, baixarias, escândalos, bandidagens, uma verdadeira enciclopédia de como fazer coisas erradas e que acabam desvirtuando o que os pais ensinam a seus filhos.
Cenas picantes que fazer corar a pessoa mais liberal do mundo!! Não estou aqui para me tornar reverendo, muito menos ser hipócrita em dizer que sexo não existe ou que ninguém não faz mas, mesmo não existindo a censura, as emissoras como a TV Alienados Felizes, o principal canal de televisão do país, deve ter a inteligência de que há hora para exibir programas que mostram cenas fortes como as de malandragem, picantes e tudo mais.
Se hoje o povo Marvadense gosta destes programas é de tanto as emissoras massacrarem os telespectadores com esse tipo de programação e por pura falta de opção.
Sim, os pais devem controlar o que os filhos assistem, mas tem as emissoras devem perceber que Cultura faz bem, e que se o cidadão assiste as porcarias que estão no ar, é por pura falta de programas melhores.
A televisão e o governo Marvadense querem um povo burro e alienado pois assim é mais fácil de controlar e dominar as mentes enfraquecidas pois os alienados não vão questionar e nem pensar, simplesmente aceitarão tudo como verdadeiras vacas de presépio e cordeiros.
Os chamados intelectuais precisam parar de olhar o próprio umbigo e começar a repensar suas atitudes e cobrar melhor ensino e programação na televisão. Os políticos da República Marvadão vão começar a temer quem pensa e quem sabe diferenciar o joio do trigo.
É preciso acabar com programas como o Big Asno Marvadão que incentiva a sem vergonhice, a P*taria descarada, a depravação, promiscuidade, safadeza para conquistar um prêmio de mais de Um milhão de Durangos (moeda local).
 É a politica do toma lá da cá, programas que transformam a mulher em objeto em escrava sexual. A culpa não é só das emissoras de televisão. A culpa recai sobre o governo que também concede canais de televisão a políticos o que deveria ser proibido.
A culpa também é do povo que aceita tudo isso como carneirinhos e vaquinhas de presépio e dizem amém e não aceitam a culpa de que votam mal e errado. Como diria minha saudosa avó: "A culpa morreu virgem porque ninguém a queria!!!
Hoje em dia é o seguinte: Viva a Sem Vergonhice, Viva o quanto pior melhor, Viva a baixaria, Viva a falta de educação!!!!

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista há 19 anos, foi colunista do Jornal Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

Dez anos depois de quebrar, A Reunidas Boi Gordo começa a pagar

"O que você pensa a meu respeito, não vai mudar quem eu sou. Mas, pode mudar meu conceito sobre você!" Dr. House


Caros amigos e inimigos leitores,


Após dez anos de quebrar em meio a um escândalo de fraude, A Fazenda Reunidas Boi Gordo começou a pagar seus credores. Quem irá receber primeiro são os 151 funcionários que recebem agora em janeiro mais de 40 milhões de reais. De acordo com informações oficiais esta é a primeira quantia que sai do caixa da Boi Gordo desde a sua falência.
Esta primeira etapa é necessária para que os demais credores comecem a receber. A soma dos valores que os credores tem a receber, gira em torno de  1,5 bilhão de reais, e são 32000 investidores prejudicados.
De acordo com as informações, a quantia será levantada com a venda em leilão das fazendas que são parte da massa falida.


Opinião



É um passo de extrema importância para o Brasil que isto aconteça ainda mais neste momento já que nosso país está sob os holofotes por causa dos eventos da Copa do Mundo (que acontece este ano) e das Olimpíadas em 2016 e, toda e qualquer notícia que venha daqui do Brasil vai chamar a atenção.
Claro que, segundo as informações que tenho, e salvo qualquer engano ou má lembrança quando uma empresa abre falência, os ex funcionários sempre serão os primeiros a receber e depois tem uma sequência sempre determinada pela lei.
É preciso que o Brasil acabe com a imagem de país da impunidade não só lá fora mas dentro de seu próprio território onde ninguém acredita mais na lei. As mudanças por mais difíceis que sejam, não são impossíveis e temos a capacidade de mudar o que acontece de ruim em nosso território tupiniquim. Com boa vontade e muito trabalho, mesmo que se encontre algumas dificuldades é possível mudar para melhor e temos condições para isso!!!

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

Eleição 2014 na República das Bananas Nanicas

"No país do rebolation, do Segura o Tchan, a pobreza de Educação mata qualquer perspectiva de um futuro melhor" (Autor Desconhecido)


Buenas Indiada!!!! Caros Leitores,


E aqui Na República Federativa das Bananas Nanicas estamos em ânus, ops ano eleitoral!!! A Gaiola das Loucas está aberta para o troca troca eleitoral. Vai começar o Samba, futebol e o pleito, o pleito caído que nem chegou e já estou querendo blunda!!!! kkkkkkk
E o troca troca.......Eleitoral  já começou na Capital da Bananas Nanicas, assustou hein!!!! A Presidente da República das Bananas Nanicas, Vilma Russa, vai sofrer a primeira baixa, sai a ministra da casa civil Gloss Vermelho, e entra Drops Anizio Mercado que era da Educação.
 Mas que falta de educação, nem esperou o prazo que é o Mês de abril. A Gloss vai concorrer pelo estado Guaraná ao Governo. kkkk, só não pode ter o Estado Coca Coca porque a Coca é americana ou ainda vão dizer que essa Coca é Fanta. Se disserem isso não tem problema, a dona da Fanta é a Coca Cola mesmo, o resultado não muda.
Vai ter aquela baixaria de Copa do Mundo.....Será que vai ter campanha em ritmo de futebol,ou de samba já que o carnaval 2014 se aproxima. Já sei, tudo regado a lagosta, camarão e Champanhe enquanto o povo come as bananas!
Eita nós!  Vamos ver o que rola, bom sempre rola pois tem sempre o rala na frente!
Vamos aguardar mais bagunça!


*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é Jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

Socorro!!!! Transplante de cabelo virou Epidemia na República Marvadão

"Os políticos e as fraldas devem ser trocados frequentemente pela mesma razão!" Eça de Queiroz 




Caros amigos e inimigos leitores,


Aqui na República Marvadão houve recentemente um caso de um senador da república que usou o avião da FAM (Força Aérea Marvadão) para fins particulares. Isto é, ele foi até o estado dele não para representar o Congresso Nacional do país mas para ir ao Hospital fazer transplante capilar (de cabelos). Talvez para esconder a titica de galinha que está dentro de sua cabeça fertilizando a safadeza.
O Senador Enrolando Lero Calha Podre, está com a cabeça tão fertilizada que é bem provável que os 10.118 fios transplantados crescerão antes do tempo previsto.
O Congresso Nacional virou circo dos Horrores, Casa da Mãe Joana, Terreiro....Abriram a jaula dos monstros.
Será que o senador, gastou quantos mil Durangos para fazer o transplante capilar? Será que foi com seu salário? O Pior é que a moda pegou entre os políticos Marvadenses, a pergunta é a seguinte: Será que é para esconder a sujeira que passa na cabeça dos políticos eleitos?
O Palácio do Governo Latrina Fedida está pensando em tomar medidas contra o Senador que está fazendo um rebosteio com o dinheiro público e a população está revoltada com o senado. E está comendo feijoada, repolho,  ovo cozido a fim de  poluir a capital marvadense, Enxofre Diabólico, mais conhecida como Latrina do Diabo.
Ao que parece, o PC (Partido Cambalacho) Não o quer mais como presidente do senado  e quer a sua renúncia imediata mas ao que parece, deverão esperar alguns dias pois o senado está fechado porque está sendo dedetizado contra pragas pois houve reclamação por parte dos populares que compareciam a Sessão, portanto devemos esperar o fim da dedetização para ver o que vai acontecer.

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jonalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social


A República Marvadão a crise dos presídios e a lagosta

"Para ter inimigos não é preciso declarar guerra, basta dizer o que pensa!" Martin Luther King
Caros amigos e inimigos leitores,
No sábado a noite quando cheguei em casa, entrei na rede social Carabook para ver se algum amigo havia deixado algum recado para mim. Qual foi a minha surpresa em descobrir depois a seguinte situação.
O Presidente da Câmara Safado Calha Furada, aprontou tantas que o povo já fez abaixo assinado pedindo a cassação do mandato deste senador. Para resumir a história, na rede social que falei aparece o apresentador do Programa chamado Big Asno Marvadão que diz o seguinte para votar no paredão foram 30 milhões de votos e o número de assinaturas pedindo a cassação do senador Calha Furadas, 300 mil assinaturas e no final diz "Vocês merecem os políticos que tem!
Devo concordar pois a rede de televisão que transmite o programa, Rede Alienados Felizes, vem fazendo com sucesso o seu papel de idiotizar, alienar e emburrecer a população. Só um povo alienado, burro, e idiotizado, não vai questionar a roubalheira a sacanagem de seus governantes e dizer que tudo isso é normal.
Na capital, Enxofre Diabólico, os políticos continuam dizendo que não sabem de nada, e nunca viram nada para a imprensa mas nos bastidores o PC (Partido Cambalacho) e seus afiliados continuam rindo do povo, eles votam seu aumento, não fazem nada.
A família Voraz, continua se perpetuando no poder a cada dia. Apetite Voraz já desmandou e mandou, agora sua filha Fominha Voraz continua aprontando. Fazendo licitação de lagostas e champanhe, enquanto existe crise nos presídios e ela age como se nada estivesse acontecendo.


*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista há 19 anos, foi colaborador do Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social


A República Marvadão permite programas emburrecedores Na televisão

"Os programas de Televisão emburrecem, e o telespectador é alienado por assistir estas porcarias!" (desconheço o autor)


Caros amigos e inimigos leitores,

Aqui na República Federativa Marvadão, alguns cidadãos estão revoltados com  a emissora  de televisão que manda e desmanda no país a Rede Alienados Felizes pertence a família do Apetite Voraz, é uma afiliada é claro os donos da emissora é a família Leão Marinho!
A TV Alienados Felizes, já elegeu e derrubou um presidente chamado Ferrando Décio Pinto por ele não ter acabado com a praga de sanguessugas que infestam o país até hoje, o povo não pode ir mais caçar. O controle de pragas está difícil, e a vigilância sanitária e o controle de vetores e zoonoses faz o que pode. 
Mas o povo anda bravo com um programa que passa uma vez por ano e que está há 15 anos no ar que se chama Big Asno Marvadão, a qual se o participante sobreviver as provas de burrice, de toupeira, alienação e falsidade ganha um premio em dinheiro sem fazer nada, a fabulosa quantia de Um milhão e meio de Durangos.
 Nunca vi um programa tão alienante, cheio de sem vergonhice, gente que nunca se viu dando dormindo com outros  que nunca se olharam e nem sabem de onde vieram. Ganham carros e outros prêmios sem fazer nada.
O Apresentador, um cara inteligente, nunca pensei que fosse se sujeitar a apresentar um programa tão vulgar e de baixo nível, realmente vale tudo pela audiência.
Outro dia, jantando com amigos aqui na República Marvadão, passou um flash do programa e passou uma moça que eu tenho certeza que ela colocou silicone nos seios e tá tão esticado que vai explodir, vão pensar que é a bomba atômica de Hiroshima e vai voar silicone por todo o planeta terra e, se brincar vai chegar em Júpiter.
Na Capital da República Enxofre Diabólico (alguns chama a capital de Esgoto Diabólico de tanta sujeira), o povo está jogando bomba de gases artificiais de raiva poluindo o ar com odores não muito agradáveis e os estados vizinhos estão reclamando.
Há manifestações pedindo o fim do programa pois ele aliena e emburrece demais assim como as novelas que ensinam coisas ruins como maldade, corrupção, perversão e tudo mais. Vamos acompanhar. O lema da TV Alienados Felizes é : Burrice e alienação a gente distribui aqui! os Produtores do programa são a dupla Débi e Lóide!

*Franco Barni (MTB  29942)


*Franco é jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

http://www.ogritodobicho.com/2013/09/vacina-elimina-leishmaniose.html


http://www.ufop.br/index.php?option=com_content&task=view&id=13262&Itemid=196

Ar Condicionado: Quem é seu inventor?

"A Necessidade que é a mãe da invenção!" Platão

Caros amigos e inimigos leitores,


Todos os anos quando chega o verão, ou ainda, vem os dias quentes, agradecemos a Deus e a quem inventou o ar condicionado. Inúmeras vezes, eu e alguns amigos ficamos nos perguntando quem terá sido o inventor genial dessa engenhoca?
Resolvi pesquisar e encontrei, vamos dizer, "o pai da criança" trata-se de Willis Carrier. Abaixo segue uma pequena biografia dele. O Wikipédia oferece maiores detalhes se algum leitor quiser ir mais a fundo na pesquisa e saber mais sobre este gênio que criou uma das maiores invenções do século que torna nossos dias mais confortáveis.

File:Willis Carrier 1915.jpg

Willis Haviland Carrier



Willis Haviland Carrier*

(Engenheiro mecânico e inventor estadunidense )

1876 - 1950



Engenheiro mecânico e inventor estadunidense nascido em Angola, a oeste de New York, que inventou o aparelho de ar condicionado (1911) e foi presidente da Carrier Corporation. Estudou na Cornell University onde se graduou com um M.E. (1901). Investindo na luta contra a umidade do Brooklyn, um ano depois ele apresentou sua primeira instalação de ar condicionado em operação, controlando temperatura e umidade em um ambiente fechado, e fabricado pela Carrier's 'Apparatus for Treating Air. Ele apresentou (1911) seus princípios básicos de cálculo para sua tecnologia de refrigeração, o Rational Psychrometric Formulae, para a American Society of Mechanical Engineers. Sua publicação ainda hoje representa a base de todo o fundamento de cálculos que condicionam a indústria do ar condicionado. O desenvolvimento de seu primeiro sistema com pressão segura, atóxico, refrigerante e não inflamável, marcou o início da era do conforto refrigerado. Inventor do condicionamento de ar como nós conhecemos hoje morreu em New York City e, durante sua vida, recebeu várias patentes pelo desenvolvendo de máquinas de refrigeração e de controle de umidade.

Willis Haviland Carrier* (26 de noviembre de 1876 - 7 de octubre de 1950) fue un ingeniero einventor estadounidense, y es conocido como el hombre que inventó el acondicionador de aire. Es considerado al menos parcialmente responsable del auge económico del sudoeste americano, ya que su invención significó que la gente podía moverse en las áreas previamente consideradas inhabitables en los meses del verano.

Biografía[editar · editar código]

Carrier nació en una ciudad estadounidense llamada Angola (Nueva York) a la orilla del lago Erie, y heredó el amor de su madre para "ocuparse vanamente", con relojes, máquinas de coser, y otros dispositivos de la casa. Amó las matemáticas, y las estudió en cada oportunidad que tuvo, cuando no estaba enfrascado inventando sus propios dispositivos.
Es más conocido como el hombre que inventó el aire acondicionado. En 1895 recibió una beca en la Universidad Cornell y se graduó en 1901 en ingeniería eléctrica. Después de la universidad, trabajó para Buffalo Forge Company, compañía que fabricaba calentadores, sopladores y dispositivos de extracción y escape de aire, en su departamento de ingeniería de calefacción diseñaba sistemas de calefacción para secar la madera y el café.
Carrier pronto desarrolló un mejor modo de medir la capacidad de los sistemas de calefacción y fue nombrado director del departamento de ingeniería experimental de la compañía. En 1902, a los 25 años de edad, ideó su primera invención importante, un sistema para controlar el calor y la humedad para Sackett-Wilhelms, compañía litográfica y de publicaciones en Brooklyn. La firma no había podido fijar los colores en ocasiones debido a los efectos de calor y humedad en el papel y la tinta. Carrier recibió en 1906 una patente para su método. Él se puso a trabajar con ahínco en otras invenciones sobre refrigeración y control de humedad, y fue eventualmente hecho el jefe de una parte de la empresa nombrada Carrier Air Conditioning Company subsidiaria de Buffalo Forge en su honor.
Cuando llegó la Primera Guerra Mundial, la Buffalo Forge fue forzada a recortar gastos, y eliminó su división de aire acondicionado. Carrier, con seis colegas, invirtieron 32.600 dólares en su propia compañía, Carrier Engineering Corporation. Algunos de los primeros clientes de la compañía fueron el Madison Square Garden y los departamentos del senado de los Estados Unidos y la cámara de representantes.
Instaló el primer aire acondicionado doméstico en una casa en Minneapolis, Minnesota en el año 1914. Carrier trasladó su compañía a Syracuse (Nueva York) en los años 1930, y la compañía llegó a ser una de las que más empleados tenían en Nueva York. En 1930, inauguró Tokyo Carrier en Japón. Japón es ahora el mayor mercado de aire acondicionado del mundo.

La compañía fue pionera en el diseño y fabricación de máquinas de refrigeración para espacios grandes. Aumentando la producción industrial en los meses del verano, el aire acondicionado revolucionó la vida americana. La introducción del aire acondicionado residencial en los años 1920 ayudó al comienzo de la gran migración a las zonas cálidas del sur. En el año 2000 Carrier Corporation tenía ventas de más de 8 mil millones de dólares y daba empleo a unas 45.000 personas.

*Fonte: http://es.wikipedia.org/wiki/Willis_Haviland_Carrier



*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

Impeachment da Presidente da República Marvadão é engavetado

".....O Homem foge da ignorância, apesar de viver tão perto dela...." (Música: Vida de Gado: Zé Ramalho)



Caros amigos e inimigos leitores,


Os cidadãos da República Marvadense estão indignados! A Presidente da República do Marvadão teve pedido de impeachment feito por advogados, por causa da licitação para compra de Arroz, Feijão, e Ovo Cozido e Vinagre mas, principalmente, pela crise no sistema da saúde de Esgoto Barrento. Ontem, o pedido de cassação da presidente foi recusado e engavetado.
Segundo fontes, a República Marvadense  tem seus mandos e desmandos pela Presidente do país e sua família. Seu pai já Apetite Voraz, já foi governador do estado Pizzaria e da República e agora, sua filha a presidente, Fominha Voraz está deitando e rolando na presidência da República.
O povo Marvadense está jogando "titica" no ventilador e juntando provas contra eles pois não aguenta mais tanto descaso por parte deles e o país está a ponto de uma Guerra Civil.
O cidadão está se armando com lançadores de barro, para espalhar tudo o que acontece no país por todos os lados do mundo. A situação está a perigo. Como protesto, os populares estão usando inchadas  para quebrar o asfalto e danificar a rede de esgoto principalmente nos bairros nobres da capital do País Enxofre Diabólico. Países vizinhos reclamam do cheiro desagradável que está vindo da República Marvadão. Bombas de gases artificiais foram soltas dentro do Palácio da Latrina Fedida.
Vamos aguardar o decorrer dos acontecimentos para trazer mais notícias aqui para a população.

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é Jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social

Rolezinho é Punido na Ilha da Fantasia

"As Fraldas e os políticos devem ser trocados com frequência pela mesma razão". Eça de Queiroz

Caros amigos e inimigos leitores,


Neste período de trabalho aqui na Ilha da Fantasia, alguns menores começaram a fazer os rolezinhos nos shoppings. Tudo combinado por meio da  rede social Carabook.
Tudo começou na capital da Ilha da Fantasia, Terra Brasilis, e os lojistas dos shoppings fecharam o comércio com medo de que seus estabelecimentos fossem vítimas de algum tipo de vandalismo.
Recentemente, os rolezinhos tomaram conta das ruas da capital e os jovens acabaram extrapolando agredindo políticos e policiais com saraivadas de cuspes e até apanharam.
Mas, como a lei lá na Ilha da Fantasia é rígida e pune quem quer que seja estes garotos foram presos, seus pais foram chamados nas delegacias e estes responderão a inquérito policial, respondendo até processo e, se a justiça achar necessário, estes menores serão julgados como adultos e os pais ainda terão que pagar pelos danos causados pelos filhos.
Ontem a noite assistindo a TV por assinatura, fiquei sabendo pelo SBT que no Brasil está acontecendo algo de  parecido aí eu pensei o seguinte:" O Brasil poderia seguir o exemplo da Ilha da Fantasia e punir estes jovens que cometem atos de vandalismos com uma pena exemplar. Lamento que ainda as leis sejam tão permissivas."


*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social


A Ilha da Fantasia não houve chances para a Indústria da Seca

"O que me preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem-caráter, nem dos sem ética. O que mais me preocupa é o silêncio dos bons". Martin Luther King


Caros amigos e inimigos leitores,


A minha visita na Ilha da Fantasia continua e fiquei surpreso de como os governos aqui deste país isto em todas as esferas (Federal, Estadual e Municipal) trabalham duro para que os problemas sejam resolvidos e todos são tratados com a devida seriedade e a prioridade é para os mais sérios e graves.
Um destes problemas graves a qual o nordeste do país sofre é a seca, sim porque como o Brasil a Ilha da Fantasia está  geograficamente localizado no Hemisfério sul, apesar de o continente ser outro, conhecido como continente Latrina.
O problema da seca no nordeste da Ilha da Fantasia é conhecido desde o Século XVI, e é cíclico, e pode acontecer na America Latina, Continente Africano entre outros.O Problema aqui no nordeste do país pode perdurar por três anos, quatro e  não com muita frequência cinco anos.
Segundo explicações das autoridades responsáveis do país a seca aqui tem intensidades diferentes, tem a seca absoluta quando a chuva ocorre abaixo do mínimo necessário,  e em outros casos a chuva apenas cobre as folhas mas não permite o desenvolvimento  normal do plantio, aí é considerado seca.
Houve casos críticos em 1979 e em 1984. Segundo pesquisadores, existem muitas causas para a seca, entre elas o fenômeno no Oceano Pacífico chamado "El Niño"  topografia, região e o homem tem dado a sua contribuição para agravar o problema.
Mas aqui na Ilha da Fantasia Falaram que algumas pessoas tentaram se aproveitar da situação para implantar a "Indústria da Seca" mas não conseguiram porque a pressão popular e os governantes que estão lá por serem corretos não permitiram e quem tentou está preso e não podem participar de forma alguma do governo, trabalhar em empresas públicas entre outras penas e é para o resto da vida deles.
Segundo explicações das autoridades locais, a "indústria da seca" consistia na tentativa de obter benefícios para resolver ou amenizar os efeitos da seca e usar estes benefícios em proveito próprio.
Segundo as autoridades e especialistas da Ilha da Fantasia,  foi desmitificado de que o problema da seca é normal e que a falta da água e de chuva é a culpada pela pobreza dos estados que sofriam com o problema. 
Estas autoridades, se orgulham de terem descoberto que pessoas mal intencionadas queriam se aproveitar da situação  e usar os recursos para beneficio próprio. Hoje os estados que tem este problema da seca que é cíclica convivem e não só são desenvolvidos e geram riquezas para o país.
Houve um caso de um cidadão chamado Culpêncio Azeitona que construiu poços artesianos em sua fazenda e dizia que desconhecia o fato e que não fazia ideia de que isso havia acontecido nas terras dele.
A verdade veio a tona,  Culpêncio Azeitona foi condenado, teve que ressarcir os cofres públicos além de pagar multa e indenização. Culpêncio, ainda ficou com cara feia e eu digo uma coisa: tome cuidado ao ficar com cara de bunda pois há risco de encontrar um cara de pau. Fato é que ele está preso até hoje por ter desviado dinheiro público. Fico pensando em como seria bom se o Brasil adotasse estes bons exemplos e como o nosso amado país seria melhor mas, para mudar depende de cada um de nós usar a maior arma que temos e que é altamente poderosa para promover mudanças políticas, sociais, econômicas e tudo mais. 
Não meu  prezado leitor, não se trata de nenhuma arma química, bomba atômica, nuclear ou metralhadora ela não faz mal a ninguém e nem a saúde. É uma arma de grande transformação social e que muitos ainda desconhecem seu poder e não é preciso declarar guerra para usá-la. Esta arma se chama Título de Eleitor e a sua munição é o voto!

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco é jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.

O Baixo Índice de Criminalidade na Ilha da Fantasia

"As Fraldas e os políticos devem ser trocados com frequência pela mesma razão." Eça de Queiroz



Caros amigos e inimigos,


Conforme eu prometi, estou contando como funciona o país que estou conhecendo e que estou conhecendo. A Ilha da Fantasia.
Aqui a criminalidade é baixa, para não dizer baixíssima. Mas qual é o segredo para que os país consiga ter uma taxa de criminalidade baixa e próxima de zero e, quando acontece, choca a sociedade da Ilha da Fantasia.
Vale lembrar que  a solução não foi resolvida da noite para o dia, levou tempo mas teve empenho de todos os políticos, independente de partidos e da sociedade.
Primeiro, as causas foram atacadas, tráfico de drogas, o ensino (que recebeu investimentos pesados) desde o ensino básico, médio, técnico e universidades.
A constituição foi alterada e as leis dos estados também com a participação da sociedade e a consultoria de advogados, juízes e tudo mais.
Lá as crianças devem ir a escola, e se isso não acontecer os pais podem sofrer punições e, dependendo do caso, podem até ser presos. É obrigatório estudar (o analfabetismo tem o índice de 0,1%) o ensino é de qualidade, é todo pago mas, se a família não pode pagar o ensino é gratuito e o aluno carente tem transporte gratuito, os livros cadernos e transporte são fornecidos pelo estado.
Falando das leis, por exemplo, os rachas de automóveis são tratados como crimes hediondos, motorista bêbado vai preso e, se causar ferimentos ou morte recebe a pena de acordo e não responde o crime em liberdade, fica preso.
Menor que comete crimes, vai preso trabalha e estuda durante a pena, e se cometer crime como se fosse um adulto, automaticamente é emancipado e é julgado como adulto, se matou é prisão perpétua ao atingir a maioridade a pena é revista podendo receber a pena capital. (pena de morte).
Os presos trabalham para se sustentar dentro do presídio e parte do dinheiro é enviado a família o que sobrar o Estado abre uma conta para ele e o dinheiro é aplicado.
Ao término da pena, as Assistentes Sociais acompanham cada preso que sai com emprego. Lá não existe Indulto de dia dos pais, dia das mães, natal e ano novo.
 Em resumo, os presos tem uma pena sócio educativa e saem com uma profissão. Os que tem prisão perpétua vão continuar trabalhando e ao atingir a idade de se aposentar isso é feito mas  tem os descontos de seu sustento dentro da prisão, parte vai para a família e o resto vai para uma conta poupança.
Em caso de pena capital (Pena de Morte) o material usado é cobrado da família do condenado e a família da vítima recebe uma indenização. A família do criminoso não cabe nenhum tipo de indenização.
Claro, cada país tem suas leis, as pessoas podem ou não concordar mas lá funciona. Segundo as autoridades que me receberam, o país estava numa crise social muito feia e ao que parece, tão ruim ou pior que a brasileira. 
Eu questiono o seguinte. Se eles conseguiram sair dessa crise social, o que falta para o Brasil sair dela? Vontade política? É falta de vontade de resolver?
Gostaria que as autoridades brasileiras me explicassem o que é preciso para começar a resolver os problemas que tanto afligem nosso país.

*Franco Barni (MTB 29942)

*Franco Barni é jornalista há 19 anos, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca, Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.

Homenagem ao grande Líder Martin Luther King


"Para ter inimigos não é preciso declarar guerra, basta dizer o que pensa!" Martin Luther King


Caros amigos e inimigos leitores,

Antes de começar a escrever aqui, eu já vesti minha armadura para suportar as críticas, flechadas, pedradas e tijoladas da qual serei vítima por prestar esta homenagem.
Mas para mim, Martin Luther King é uma das maiores personalidades do século XX por sua luta. Já sei, alguns não vão gostar, meu caro leitor, se você não concorda tenho duas coisas a dizer, primeiro: você precisa estudar e se informar sobre a biografia desta figura pública que merece o maior respeito não só da sociedade americana, mas da sociedade mundial. Segundo: Ao lado dele estão personalidades como Nelson Mandela, John F. Kennedy e vários outros. A luta dele, foi numa época em que a segregação racial estava em seu auge. Talvez, por isso, esse tenha sido um dos motivos de seu assassinato.
Hoje, 15 de janeiro de 2014, é aniversário de Martin Luther King ele completaria se estivesse vivo, 85 anos.A data, no meu ponto de vista, é mais do que oportuna para lhe prestar a justa homenagem e dar a este grande homem o seu merecido lugar na história e, a oportunidade para muitos, saberem um pouco mais a respeito deste lutado.  Oportuna pois hoje, se comemora o aniversário de vida.
Caros leitores, sem rodeios, vamos a uma pequena biografia sobre a história de Martin Luther King. A intenção é que o leitor conheça mais a respeito sobre as lutas deste grande homem e que as pessoas entendam porque ele é lembrado até hoje por todas as pessoas no mundo e não só pelos americanos e, qual é o legado que Luther King deixou para as pessoas em todos os cantos da terra e seus continentes. 
No final de cada texto está citada a fonte da pesquisa e a origem do texto com o link.

biografia Martin Luther King


 Líder pacifista negro norte-americano

Martin Luther King*

15 de janeiro de 1929, Atlanta (EUA)
4 de abril de 1968, Memphis (EUA)



"Eu tenho um sonho. O sonho de ver meus filhos julgados pelo caráter, e não pela cor da pele." Este é um trecho do famoso discurso de Martin Luther King em Washington, capital dosEstados Unidos, proferido no dia de 28 de agosto de 1963, numa manifestação que reuniu milhares de pessoas pelo fim dopreconceito e da discriminação racial.


Martin Luther King Jr. era filho e neto de pastores protestantes batistas. Fez seus primeiros estudos em escolas públicas segregadas e graduou-se no prestigioso Morehouse College, em 1948.



Formou-se em teologia pelo Seminário Teológico Crozer e, em 1955, concluiu o doutorado em filosofia pela Universidade de Boston. Lá conheceu sua futura esposa, Coretta Scott, com quem teve quatro filhos.



Em 1954 Martin Luther King iniciou suas atividades como pastor em Montgomery, capital do estado do Alabama. Envolvendo-se no incidente em que Rosa Parks se recusou a ceder seu lugar para um branco num ônibus, King liderou um forte boicote contra a segregação racial. O movimento durou quase um ano, King chegou a ser preso, mas ao final a Suprema Corte decidiu pelo fim da segregação racial nos transportes públicos.



Em 1957 tornou-se presidente da Conferência da Liderança Cristã do Sul, intensificando sua atuação como defensor dos direitos civis por vias pacíficas, tendo como referência o líder indiano Mahatma Gandhi.



Em 1959, King voltou para Atlanta para se tornar vice-pastor na igreja de seu pai. Nos anos seguintes participou de inúmeros protestos, marchas e passeatas, sempre lutando pelas liberdades civis dos negros.



Os eventos mais importantes aconteceram nas cidades de Birmingham, no Alabama, St. Augustine, na Flórida, e Selma, também no Alabama. Luther King foi preso e torturado diversas vezes, e sua casa chegou a ser atacada por bombas.



Em 1963 Martin Luther King conseguiu que mais de 200.000 pessoas marchassem pelo fim da segregação racial em Washington. Nesta ocasião proferiu seu discurso mais conhecido, "Eu Tenho um Sonho". Dessas manifestações nasceram a lei dos Direitos Civis, de 1964, e a lei dos Direitos de Voto, de 1965.



Em 1964, Martin Luther King recebeu o Prêmio Nobel da Paz. No início de 1967, King uniu-se aos movimentos contra a Guerra do Vietnã. Em abril de 1968, foi assassinado a tiros por um opositor, num hotel na cidade de Memphis, onde estava em apoio a uma greve de coletores de lixo.







Origem da Pesquisa: Wikipédia
Martin Luther King Jr. *(Atlanta15 de janeiro de 1929 — Memphis4 de abril de1968) foi um pastor protestante e ativista político estadunidense. Tornou-se um dos mais importantes líderes do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, e no mundo, com uma campanha de não violência e de amor ao próximo.
Um ministro Batista, King tornou-se um ativista dos direitos civis no início de sua carreira.1 Ele liderou em 1955 o boicote aos ônibus de Montgomery e ajudou a fundar aConferência da Liderança Cristã do Sul (SCLC), em 1957, servindo como seu primeiro presidente. Seus esforços levaram à Marcha sobre Washington de 1963, onde ele fez seu discurso "I Have a Dream".
Em 14 de outubro de 1964 King recebeu o Prémio Nobel da Paz pelo o combate à desigualdade racial através da não violência. Nos próximos anos que antecederam a sua morte, ele expandiu seu foco para incluir a pobreza e a Guerra do Vietnã, alienando muitos de seus aliados liberais com um discurso de 1967 intitulado "Além do Vietnã".
King foi assassinado em 4 de abril de 1968, em MemphisTennessee. Ele recebeu postumamente a Medalha Presidencial da Liberdade em 1977 e Medalha de Ouro do Congresso em 2004; Dia de Martin Luther King, Jr. foi estabelecido como um feriado federal dos Estados Unidos em 1986. Centenas de ruas nos EUA também foram renomeadas em sua homenagem.


Início de vida e educação


Martin Luther King, Jr. nasceu em 15 de janeiro de 1929, em AtlantaGeórgia. Filho deMartin Luther King, Sr. e de Alberta Williams King.2 Seu nome legal ao nascer era de "Michael King";3 seu pai, que mudou seu nome de Michael a Martin Luther, disse mais tarde que o nome de Michael foi registrado incorretamente.4 Martin, Jr. era o filho do meio entre a irmã mais velha, Willie Christine King, e um irmão mais novo, Alfred Daniel Williams King. cantou com o coro da igreja em Atlanta na estréia filme E o Vento Levou. No entanto, mais tarde ele concluiu que a Bíblia tem "muitas verdades profundas que não se pode escapar" e decidiu entrar para o seminário.
King era originalmente cético em relação a muitas das reivindicações do cristianismo.7O mais impressionante foi, talvez, a sua negação inicial da ressurreição corporal de Jesus durante a Escola Dominical com treze anos de idade. A partir deste ponto, ele declarou: "as dúvidas começaram a brotar inexoravelmente"

Ativismo político


Em 1955 Rosa Parks, uma mulher negra, se negou a dar seu lugar num ônibus para uma mulher branca e foi presa. Os líderes negros da cidade organizaram um boicote aos ônibus de Montgomery para protestar contra a segregação racial em vigor no transporte. Durante a campanha de um ano e dezesseis dias, co-liderada por Martin Luther King, muitas ameaças foram feitas contra a sua vida, foi preso e viu sua casa ser atacada. O boicote foi encerrado com a decisão da Suprema Corte Americana em tornar ilegal a discriminação racial em transporte público.
Depois dessa batalha, Martin Luther King participou da fundação da Conferência de Liderança Cristã do Sul (CLCS, ou em inglês, SCLC, Southern Christian Leadership Conference), em 1957. A CLCS deveria organizar o ativismo em torno da questão dos direitos civis. King manteve-se à frente da CLCS até sua morte, o que foi criticado pelo mais democrático e mais radical Comitê Não Violento de Coordenação Estudantil (CNVCE, ou em inglês, SNCC, Student Nonviolent Coordinating Committee). O CLCS era composto principalmente por comunidades negras ligadas a igrejas batistas. King era seguidor das ideias de desobediência civil não violenta preconizadas por Mohandas Gandhi (líder político indiano também conhecido como Mahatma Gandhi) e aplicava essas ideias nos protestos organizados pelo CLCS. King acertadamente previu que manifestações organizadas e não violentas contra o sistema de segregação predominante no sul dos Estados Unidos, atacadas de modo violento por autoridades racistas e com ampla cobertura da mídia, iriam criar uma opinião pública favorável ao cumprimento dos direitos civis; essa foi a ação fundamental que fez do debate acerca dos direitos civis o principal assunto político nos Estados Unidos a partir do começo da década de 1960.

le organizou e liderou marchas a fim de conseguir o direito ao voto, o fim da segregação, o fim das discriminações no trabalho e outros direitos civis básicos. A maior parte destes direitos foi, mais tarde, agregada à lei estado-unidense com a aprovação da Lei de Direitos Civis (1964), e da Lei de Direitos Eleitorais (1965).
King e o CLCS escolheram com grande acerto os princípios do protesto não violento, ainda que como meio de provocar e irritar as autoridades racistas dos locais onde se davam os protestos - invariavelmente estes últimos retaliavam de forma violenta. O CLCS também participou dos protestos emAlbany (Alabama) (1961-1962), que não tiveram sucesso devido a divisões no seio da comunidade negra e também pela reação prudente das autoridades locais; a seguir, participou dos protestos em Birmingham (1963) e do protesto em St. Augustine, na Flórida (1964). King, o CLCS e o CNVCE uniram forças em dezembro de 1964, no protesto ocorrido na cidade de Selma (Alabama).
Em 14 de outubro de 1964, King se tornou a pessoa mais jovem a receber oNobel da Paz, que lhe foi outorgado em reconhecimento à sua nação e à sua liderança na resistência não violenta e pelo fim do preconceito racial nos Estados Unidos.
Com colaboração parcial do CNVCE, King e o CLCS tentaram organizar uma marcha desde Selma até a capital do Alabama, Montgomery, a ter início dia25 de março de 1965. Já haviam ocorrido duas tentativas de promover esta marcha, a primeira em 7 de março e a segunda em 9 de março.
Na primeira, marcharam 525 pessoas por apenas seis blocos; a intervenção violenta da polícia interrompeu a marcha. As imagens da violência foram transmitidas para todo o país e o dia ganhou o apelido de Domingo Sangrento. King não participou dessa marcha: encontrava-se em negociações com o presidente estado-unidense e não deu sua aprovação para a marcha tão precoce.
A segunda marcha foi interrompida por King nas proximidades da ponte Pettus, nos arredores de Selma, uma ação que parece ter sido negociada antecipadamente com líderes das cidades seguintes. Esse ato causou surpresa e indignação em muitos ativistas locais.
A marcha, finalmente, se completou na terceira tentativa (25 de março de 1965), com a permissão e apoio do presidente Lyndon Johnson. Foi durante esta marcha que Stokely Carmichael (futuro líder dos Panteras Negras) criou a expressão "Black Power".
Antes, em 1963, King foi um dos organizadores da marcha em Washington, que, inicialmente, deveria ser uma marcha de protesto, mas, depois de discussões com o então presidente John F. Kennedy, acabou se tornando quase que uma celebração das conquistas do movimento negro (e do governo) - o que irritou bastante ativistas mais radicais e menos ingênuos.
A partir de 1965, o líder negro passou a duvidar das intenções estado-unidenses na Guerra do Vietnã. Em fevereiro e, novamente, em abril de 1967, King fez sérias críticas ao papel que os Estados Unidos desempenhavam na guerra. Em 1968 King e o SCLC organizaram uma campanha por justiça sócio-econômica, contra a pobreza (a "Campanha dos Pobres"), que tinha por objetivo principal garantir ajuda para as comunidades mais pobres do país.
Também deve ser destacado o impacto que King teve nos espetáculos de entretenimento popular. Ele conversou com a atriz negra do seriado Star Trek original, Nichelle Nichols, quando ela ameaçava sair do programa. Nichelle acreditava que o papel não estava ajudando em nada sua carreira e que o estúdio a tratava mal, mas King a convenceu de que era importante para o negro ter um representante num dos programas mais populares da televisão.


Morte


Martin Luther King era odiado por muitos segregacionistas do sul, o que culminou em seu assassinato no dia 4 de abril de 1968, momentos antes de uma marcha, num hotel da cidade de MemphisJames Earl Ray confessou o crime, mas, anos depois, repudiou sua confissão. Encontra-se sepultado no Centro Martin Luther King Jr.AtlantaFulton CountyGeórgia (Estados Unidos) nos Estados Unidos.9 A viúva de King, Coretta Scott King, junto com o restante da família do líder, venceu um processo civil contra Loyd Jowers, um homem que armou um escândalo ao dizer que lhe tinham oferecido 100.000 dólares pelo assassinato de King.
Em 1986 foi estabelecido um feriado nacional nos Estados Unidos para homenagear Martin Luther King, o chamado Dia de Martin Luther King - sempre na terceira segunda-feira do mês de janeiro, data próxima ao aniversário de King. Em 1993, pela primeira vez, o feriado foi cumprido em todos os estados do país.

Nome completoMartin Luther King, Jr.
Nascimento15 de janeiro de 1929
AtlantaGAEstados Unidos
Morte4 de abril de 1968 (39 anos)
MemphisTNEstados Unidos
NacionalidadeEstados Unidos norte-americano(a)
EtniaAfro-americano
ProgenitoresMãe: Alberta Williams King
Pai: Martin Luther King, Sr.
CônjugeCoretta Scott King (1953-1968)
Filho(s)Yolanda King
Martin Luther King III
Dexter Scott King
Bernice King
OcupaçãoPastor protestanteativista