Deputado do PT e cinco empresas de ônibus sob investigação

"A Democracia é a arte de administrar o circo a partir da jaula dos macacos." (H.L. Mencken)



O Deputado  Estadual Luiz Moura (PT) Sob investigação




Caros leitores,


Mais um escândalo atinge um político  que é do PT, desta vez é o Deputado Estadual por São Paulo, Luiz Moura. O Deputado e cinco empresas de ônibus da capital paulista são citados numa investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do  Ministério Público estadual, sobre o esquema de lavagem de dinheiro do PCC (Primeiro Comando da Capital).
Segundo informações do Jornal "O Estado de São Paulo" Divulgadas na quarta feira,30/07/14, os irmãos Luiz e Senival Moura controlam a subprefeitura de Guaianazes e Ermelino Matarazzo e quer eleger dois deputados.
O caso segue sob sigilo. Em março deste ano, o deputado Luiz Moura foi flagrado em uma reunião com perueiros e com suspeitos de integrar a facção criminosa PCC.
O que eu tenho a dizer a respeito deste assunto, é o seguinte: A denúncia deve ser investigada a fundo, seja quem for a pessoa. Independentemente de partidos políticos ou ainda, mesmo que fosse um cidadão comum.
Se ele participou de uma reunião suspeita, ele deveria se informar quem estaria participando do encontro.
O Deputado Luiz Moura está suspenso do Partido dos Trabalhadores (PT) Ele afirma que é candidato e já registrou sua candidatura, independentemente do que acontecerá com ele no partido.
No meu ponto de vista, ele deveria se preocupar em comprovar o que diz, pois o Deputado alega inocência. O Direito a defesa é garantido por lei e, segundo a constituição, todos são inocentes até que se prove o contrário. 
Agora, que pegou muito mal para ele participar desta reunião, isso pegou mal e, mesmo que sua inocência seja provada, o fato vai respingar de forma negativa em sua vida pública e privada. Com certeza sua vida ficará manchada.
Entenda meu caro leitor, o que eu quero dizer em resumo, é que este fato, por mais que ele seja inocente, ele vai ficar marcado de forma negativa, vai ser lembrado por este caso. Em resumo, não pegou bem para ele.
Não posso ainda dizer que o Deputado Luiz Moura é culpado ou inocente pois a investigação não acabou mas, como eu disse, ele deveria se preocupar mais com sua defesa do que se candidatar novamente, pois uma acusação destas é muito séria. 
Temos que confiar no trabalho sério da polícia e do Ministério Público para que os fatos sejam esclarecidos e que a verdade venha a tona.
O PT, decidiu no dia de hoje pela expulsão do Deputado.





*Franco Barni ( MTB 29942)



*Franco é jornalista há 19 anos, Escreve aos sábados  no Jornal de Lins,  foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.

Será que o Ministro Guido Mantega tem mais qualificação que o FMI?

"Para criar inimigos não é preciso declarar guerra, basta dizer o que pensa!" Martin Luther King





Caros leitores,

Na última terça feira,29, o Ministro da fazenda, Guido Mantega desqualificou o relatório do FMI (Fundo Monetário Internacional), onde faz o alerta  a respeito das contas do Brasil que afirma sobre o risco ser "Moderadamente frágil" sob risco de deteriorar rapidamente  sob um cenário de queda acentuada e prolongada queda de preços das commodities.
Este relatório fala a respeito  das 28 grandes economias. O Brasil também é apontado como um dos países emergentes mais vulneráveis às mudanças no cenário econômico mundial.
O Ministro lembra que na semana passada, o Brasil, através do Tesouro captou US$3,5 Bilhões no Mercado Externo é um título que tem 30 anos de vencimento com juros de 5,13% "São sinais de que o Brasil tem a confiança do mercado internacional e é sólido do ponto de vista cambial."
Apesar de segundo o Ministro o Brasil ter altas reservas internacionais, a quinta maior do mundo, e segundo o Ministro deixa o Brasil numa posição confortável.
Apesar disso, eu, com todo o respeito, devo discordo do ministro pois será que o PT, na figura da sua presidente, seus ministros tem como desqualificar o tradicional FMI(Fundo Monetário Internacional) e sua renomada equipe?
Não é possível que o governo brasileiro esteja certo e os nossos economistas e os do resto do mundo estejam errados em avaliar o momento atual, ao afirmar que o governo não vem cumprindo sua lição de casa de cortar gastos do próprio governo, e inclusive impostos o que "amarra" o crescimento do Brasil e a vinda de investimentos estrangeiros para nosso país.
Não adianta O Ministro Mantega repetir o que sua chefe, a Presidente Dilma manda, enquanto vamos ao supermercado, comprar roupas entre outros e, o que vemos, é uma escalada nos preços e o fantasma da inflação nos assombrando novamente.
Há um artigo interessante no Blog rota 2014 que trás uma opinião parecida e mostra alguns dados interessantes, vale a pena ler.
Não adianta o ministro Guido Mantega dizer que "Instituição "Respeitável" Não Faria avaliação como a do FMI" Eu pergunto se o governo brasileiro tem sido merecedor de respeito e tem feito algo para ter crédito do seu povo e de autoridades estrangeiras?



*Franco Barni ( MTB 29942)



*Franco é jornalista há 19 anos, Escreve aos sábados  no Jornal de Lins,  foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.

Aécio quer reduzir ministérios para metade

"Porque palavras não importam, ações importam. E se suas ações contradizem suas palavras, eu jamais acreditarei em você!" Dr. House



O Candidato a Presidente da República propõe reduzir
o número de ministérios.






Caros amigos e inimigos leitores,


No dia 7/05/14, postei aqui no blog o artigo: "A economia do dinheiro público seria significativa se o número de deputados cair para 27?" (clique no título do artigo para ler e recordar os detalhes). Onde comento se existirá redução de fato caso se reduza o número de deputados (dos atuais 513 para 27(porque são 26 estados e um distrito federal)) e comento inclusive sobre a redução dos números de senadores e de ministérios, incluindo o corte de funcionários e ministros. O link acima leva ao artigo que escrevi.
Nesta quarta feira, 30/07/14, o candidato do PSDB à presidência da república, Aécio Neves, durante uma entrevista coletiva disse que se for eleito reduzirá  o número de ministérios e vai extinguir pelo menos um terço dos cargos.
Aécio afirmou que pelo menos um terço dos ministérios podem ser extintos imediatamente para reduzir o "Gigantismo do Estado".
A CNI (Conferação Nacional da Indústria) que promoveu a sabatina, teve garantias de Aécio de que vai ver a infra estrutura brasileira até em parceria com a iniciativa privada.
A redução de gastos no setor Público, principalmente no governo, vai contribuir e muito para que o Brasil tenha um salto qualitativo em investimentos e tudo mais.
A notícia publicada no site do UOL falando da coletiva do Candidato do PSDB,  Aécio Neves (clique no nome do candidato para ler a notícia e seus detalhes), mostra que não estou fora de sintonia com a realidade nacional. Há mais pessoas que mesmo não sabendo da minha opinião pensa da mesma forma.
Agora, não basta apenas prometer, é preciso cumprir e levar a cabo as reformas propostas e o plano de governo apresentado, seja qual for o candidato.
O Brasil precisa realmente fazer inúmeras reformas, seja na legislação, seja na reforma tributária pois só assim poderemos crescer de maneira aceitável. O que não dá mais é sermos avestruz e colocarmos nossas cabeças dentro de um buraco para não enxergar os problemas que deixam o país na lama.
Nem todas as medidas são populares (ou populistas) alguns remédios tem o gosto amargo mas, é preciso que todos os brasileiros, sem exceção entendam que não dá  para uma parte pensar em si e que outros sejam prejudicados.
Na verdade, reformas mais duras podem aparentemente não ter cara boa mas deve-se pensar que o bem coletivo - o da maioria - prevalece sobre o de uma minoria, ou de uma determinada classe.
O que não podemos é perder as esperanças! Devemos sim é cobrar nossos representantes eleitos que passem a governar para seu povo e que façam o que nós, patrões destes eleitos determinarmos e não o que eles quiserem. Vamos em frente







*Franco Barni ( MTB 29942)



*Franco é jornalista há 19 anos, Escreve aos sábados  no Jornal de Lins,  foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.




A Injustiça dos remédios no Brasil

No "país dos impostos", os remédios para nós, seres humanos, são taxados em mais que o dobro dos produtos de uso veterinário, o que originou esta sensacional FRASE de Joelmir Beting no Jornal da Band:  "Se você entrar na farmácia tossindo, paga 34% de imposto; se entrar latindo, paga só 14%."






Caros amigos e inimigos Leitores,





aquele que nunca precisou de remédios para fazer um tratamento, que atire a primeira pedra. Algum dia, por determinado motivo, usamos os medicamentos. Desde para curar uma dor de cabeça, gripe até os de tratamento de câncer, para diabetes e tudo mais.
Como voces viram na frase do saudoso jornalista e comentarista econômico da TV Bandeirantes, os impostos altos impostos sobre os remédios de uso humano, principalmente em comparação ao medicamento de uso veterinário, é injusto e não deveria ser assim. Alguns podem até dizer que tem que se recuperar o investimento nas pesquisas para criar determinado remédio, royaltes da marca....impostos. O que eu vejo é que os preços de alguns remédios são absurdos e, a gratuidade que deveria ser um direito. Não o é de fato, pois o cidadão deve entrar na justiça. O Governo criou os Genéricos que tem o mesmo principio ativo, mas segundo informações, nem todos tem a mesma eficácia do remédio original. Eu mesmo com o remedio para pressão, usei o genérico do remédio que uso e não teve eficácia do original, a minha pressão subiu mesmo tomando o genérico com as mesmas miligramas do original.
Soube de um caso  de uma senhora em minha cidade que trabalha em um posto de saúde da prefeitura e ela precisa de um medicamento para a diabetes que custa cerca de quatro mil reais e o governo negou pagar a medicação por ela ter plano de saúde a situação é no minimo absurda.
Fazendo uma analogia com a cesta básica, que não deveria pagar nenhum tributo, assim como acontece nos EUA, os remédios também não deveriam pagar impostos, pois são coisas de primeira necessidade, ninguém vai usar remédio porque gosta ou acha lindo, ou fica doente por que quer. É preciso que o governo reveja seus conceitos neste aspecto, pois não adianta distribuir a medicação genérica na farmácia popular, quando poucos tem a mesma eficácia do original.
Na Itália, os remédios são distribuidos de forma gratuita para quem quer que seja, independente de classe social, nada mais justo. EU me pergunto o que acontece com uma pessoa que tem poucos recursos financeiros como faz para comprar um remédio que custa caro, ou ainda um aposentado que gasta mais da metade de seus benefícios na farmácia e que se não for a familia ajudar, ele é obrigado a trabalhar novamente para conseguir pagar pela medicação.
Caros leitores, precisamos criar alternativas para que a assistência médica pública e a distribuição de medicamentos seja repensada de forma séria e não criar fórmulas mirabolantes e malucas para resolver estes problemas. Soluções simples e eficazes na maioria das vezes são a melhor saída. Da maneira que está hoje, é uma injustiça social que só quem pode pagar tem acesso aos melhores médicos e remédios.
Podem até dizer que até hoje em minha coluna só apresentei criticas, mas nunca fiz isso sem apresentar uma idéia e, além do mais, as atitudes das autoridades eleitas e as soluções deles para resolver problemas, não tem sido uma maravilha. Sei que tocar na ferida não é agradável, mas é preciso pois só assim podemos ir em busca das melhores alternativas para que o acesso a serviços de qualidade seja feito de forma mais justa. Não podemos mias fazer como o avestruz que esconde a cabeça no buraco, precisamos encarar os problemas de nossa amada nação  para que um dia, o Brasil se transforme num país mais justo e melhor!





*Franco Barni ( MTB 29942)



*Franco é jornalista há 19 anos, Escreve aos sábados  no Jornal de Lins,  foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.



Revista "Isto é" trás entrevista exclusiva de FHC

"Pecar pelo silêncio quando devemos protestar, torna o homem covarde." Ella Wheeler Wilcox (Poetiza)



O ex Presidente FHC deu uma entrevista a revista ISTO É





Caros amigos e inimigos leitores,




Fugindo um pouco à regra dos artigos tradicionais, trago um breve comentário de uma entrevista que o ex presidente Fernando Henrique Cardoso fez a revista Isto é, que publicada no dia 30/07/14 na edição 2331 Ano 38.
Ele fez na entrevista uma análise do momento atual que o Brasil vem passando, afirmou que há uma fadiga em relação ao governo. Com fundamento, na questão econômica explica que o Brasil de 2010, tomou medidas contra a crise de 2008 que deram resultados e que a grosso modo o governo tentou estimular a economia e seu crescimento aumentando o consumo e maior oferta de crédito e que é preciso investir também seja o governo e seja a iniciativa privada. E que este sistema não vem dando resultado.
O que deu errado foi a desatenção a pressão dos preços, aumentou o consumo e que as pessoas consumindo mais é natural que queiram mais.
E que as manifestações são o resultado do querer mais.
Fernando Henrique explica que não adianta correr atrás do PIB enquanto falta melhora e investimentos em Educação, Transporte, segurança e não há respeito nem dignidade. Tudo estourou no governo Dilma. Apesar de o Lula ter errado na maneira de lhe dar com o Congresso, com o mensalão ou sem ele sabia lhe dar, mesmo não sendo da maneira correta.
A presidente Dilma não se comunica nem com o congresso e nem com seu povo. A entrevista, "FHC: O PT perdeu a credibilidade." (Clique no título ao lado e leia a entrevista na íntegra), tem total razão no que diz e é uma análise ponderada e sem passionismo sobre a situação atual que passamos no Brasil.
Ele comenta sobre o PSDB e sua desunião nas eleições anteriores e que para este ano voltaram a unir forças. Fernando Henrique comenta também que tradicionalmente nunca se ouve a oposição no Brasil, somente em épocas de eleição, e que a hoje ele acha possível e acredita numa vitória de Aécio Neves.

Bom, em resumo, muito do que ele diz é o que eu já comentei aqui no blog, ele está dizendo e, a entrevista merece ser lida. por todos. Boa leitura.




*Franco Barni ( MTB 29942)



*Franco é jornalista há 19 anos, Escreve aos sábados  no Jornal de Lins,  foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.

A Diplomacia brasileira em xeque

"Aprendemos a voar como os pássaros, a nadar como os peixes; mas não aprendemos a simples arte de vivermos junto como irmãos." Martin Luther King



Dilma deixa a Ideologia partidária dominar a Diplomacia brasileira, um
erro que pode custar caro ao Brasil





Caros amigos e inimigos leitores,



A presidente do Brasil vem cometendo gafes e metendo os pés pelas mãos no que se refere a Diplomacia internacional. Pois ao que parece, deu um "Apagão moral" seletivo na política externa, ou usa o silêncio total ou a estridência sobre atrocidades vai depender da ideologia e não de princípios universais consagrados.
No caso que permaneceu em silêncio, foi no caso do avião derrubado na Ucrânia por separatistas que tem o apoio de Mocou(Rússia), nenhuma nota de condolências ao país e familiares das vítimas foi emitida pelo Itamaraty. Era o mínimo que se esperava.
Uma das publicações semanais faz uma análise sobre o assunto na coluna "Diplomacia Internacional" (clique no nome da coluna e veja a matéria da revista).
Apesar de a Diplomacia e a impressão do dinheiro serem prerrogativas do governo, o povo pode exigir de seus governantes de maneira apropriada, assim como o cidadão pode exigir decisões condizentes de seu médico ou advogado em defesa de seus interesses e não ir contra eles.
Sob o governo do PT tem agido como quer e tem ido contra os interesses do povo brasileiro porque manteve-se em silêncio no crime do Boeing cometido pela Rússia e no caso de Israel, vítima preferencial de terrorismo, por países vizinhos que abertamente declaram que Israel deveria ter sua existência varrida. 
Enquanto Dilma comete gafes na Diplomacia nos dois casos citados, em outro lado ela se mostra uma serviçal dos irmãos Castro que comandam a ilha de Cuba. Em Brasilia Dilma mostrou subserviência vergonhosa ao ditador Cubano Raúl Castro que fez o o que bem quis em Brasília, agindo como se fosse dono da casa.
A Presidente brasileira está confundindo o ideal partidário com o realismo e pragamtismo que são os pilares  de uma diplomacia que tem o respeito de outros países.
É inaceitável defender o ataque ao avião derrubado na Ucrânia e atacar Israel que foi vítima de um ato terrorista do Hamas. O Porta-Voz o Ministério de Relações Exteriores de Israel Yigal Palmor chamou o Brasil de "Anão Diplomático", pode ter criado mal estar mas, a culpa desta resposta é o próprio governo brasileiro que agiu sem pensar e não analisou bem a situação e a presidente está mal assessorada.
Muitos países, como os Europeus, EUA, Canadá entre outros, considera o Hamas um grupo terrorista eu pergunto ao leitor será que o mundo está errado e o Brasil está certo em não considerar o Hamas como terrorista? Será que estes países não consideram o Hamas como tal por inúmeras razões?
É preciso que o governo reveja seus conceitos e perceba que eles estão no poder porque foram eleitos - até que se prove o contrário - de forma democrática, pela maioria dos votos, pela vontade popular e, portanto, governam para nós e não para eles mesmos. Enfim, eles devem atender o povo brasileiro desde a Diplomacia até em outras reivindicações a vontade da maioria. Democracia = Governo do povo para o povo.
Se o PT tem algum problema com isso e não aceita, que ele se retire do poder. A impressão que passa neste caso é que vale á máxima: " Aos amigos do Rei, os benefícios da lei. Aos inimigos do Rei, o rigor da lei!"
Vou continuar falando dentro da lei e do respeito dos malfeitos deste governo.





*Franco Barni ( MTB 29942)




*Franco é jornalista há 19 anos, Escreve aos sábados  no Jornal de Lins,  foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.





Lins/SP: Calçada quebrada ainda faz vítimas

"Só é teimosia se você estiver errado, se estiver certo é questão de princípios." Dr. House








Caros amigos e inimigos leitores,


É engraçado como os problemas na cidade de Lins/SP persistem apesar de a reclamação ter sido apresentada inúmeras vezes e, várias vezes a reportagem do blog ter trazido aqui a questão várias vezes e já ter reclamado com a prefeitura junto ao departamento responsável. 
A calçada está danificada de forma bem visível há mais de dois anos e, a reclamação feita na prefeitura em janeiro de 2014. Aqui no blog, desde dia 17/05/14, venho postando a situação desta calçada e que nada foi feito até a presente data, 27/07/14. O primeiro post (clique no link para ler e ver as fotos da calçada), nada vem sendo feito por parte da prefeitura para cobrar o dono do imóvel no que se refere aos reparos da calçada.

Esta casa de esquina na rua Áurea de Campos, 739, esquina com Florêncio Pupo Neto


Este imóvel, é de esquina, cujo sua entrada é na Rua Áurea de Campos, 739 , esquina com a rua Florêncio Pupo Neto bem na esquina das ruas citadas o dano na calçada é tão grande que nos dias de chuva forma uma lagoa.


Várias pessoas já torceram o pé neste buraco na calçada 


Esta foto é da calçada da casa citada acima mas este estrago está na rua Florêncio Pupo Neto e fez várias vítimas que torceram o pé nele. A reclamação foi apresentada na prefeitura em janeiro de 2014 e nada foi feito até o dia 27/07/14,
As pessoas vão cansando de reclamar e depois se o munícipe toma uma medida mais dura, vai ser chamado de radical. A impressão que passa neste caso é que vale á máxima: " Aos amigos do Rei, os benefícios da lei. Aos inimigos do Rei, o rigor da lei!"
Vou continuar cobrando providências por parte da prefeitura até a questão se resolver.

*Franco Barni ( MTB 29942)






*Franco é jornalista há 19 anos, Escreve aos sábados  no Jornal de Lins,  foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.

A soberba e a teimosia do governo com a leishmaniose

"Só é teimosia se estiver errado. Se estiver certo, é questão de princípios!" Dr. House




O ciclo da leishmaniose




Caros amigos e inimigos leitores,  


Recentemente, no final de um jornal local que é apresentado numa rádio de minha cidade, (Lins/SP), o apresentador comentava sobre a leishmaniose e a prevenção para nào ser vítima da doença. Segundo o apresentador, as informações sobre foram dados pelo centro de controle de epidemiologia. No ano passado, dei uma entrevista  (clique na palavra "entrevista" para ouvir a minha entrevista na rádio)a uma rádio sobre o assunto.
Para prevenir a leishmaniose é necessário usar calçados corretos, manter lugares limpos e tudo mais, formas similares a da Dengue. Até aí, tudo certo, confere com minha pesquisa. Mas não informaram nada a respeito do combate a ser realizado pelos governos: municipais, Estaduais e Federal.
A entrevista foi resultado da minha pesquisa de mais de cinco anos e que foi criticada por gente da cidade, me chamaram de irresponsável e de moleque por dizer a verdade a respeito do assunto
O governo federal ainda insiste numa medieval carnificina cachorros, isto é, sacrificando os cães que não tem culpa nenhuma no assunto, quando a forma correta de combate começa com a limpeza dos espaços públicos, e dos focos de onde o protozoário da leishmaniose pode procriar junto com o mosquito palha que é o transmissor da doença, não o cachorro. 
O Médico Veterinário Leonardo Maciel Andrade formado pela UFMG(Leonardo Maciel Andrade​ é ​graduado em medicina veterinária pela UFMG​, com aperfeiçoamento em clínica e cirurgia pela UFMG​. Mestre em clínica e cirurgia pela UFMG​. Especialista em animais silvestres) escreveu o artigo com o título "Leishmaniose e preconceito especista" (clique no título para ter acesso ao artigo do médico veterinário). Onde ele corrobora o que eu disse em vários artigos sobre o assunto e mostra a realidade do Brasil.
O  Professor Dr. André Luís Soares da Fonseca (clique no nome do professor para ver a entrevista dele sobre o assunto), um dos meus entrevistados e que me ajudou de forma generosa na pesquisa, e que leciona na Universidade do MS e é especialista em leishmaniose, diz que a matança dos cachorros como combate da leishmaniose é errada, e que o certo seria distribuir as coleiras que repelem o mosquito, o poder público deve combater os focos, vacinar os cachorros e fazer campanhas sérias a respeito, assim como acontece com a dengue.
Eu não ligo se me atacarem, pois "Os cães ladram e a caravana passa." e a verdade vencerá e prevalecerá.
No dia 23/09/13, postei aqui um artigo sobre a leishmaniose (cliquem no link ao lado para ler o artigo escrito na época). Informando sobre as medidas que cada dono de cachorro deve tomar.
Ano passado dei o pontapé inicial a luta contra a leishmaniose na minha cidade, levando os resultados de minha pesquisa na 17 sessão da câmara em 2013 (cliquem no link para ver a sessão).
Ao realizar uma pesquisa, soube que um grupo de cientistas(clique no link ao lado para ler a respeito) está realizando uma pesquisa a respeito de uma vacina contra a leishmaniose o que pode ser uma excelente esperança.
Hoje estou para trazer os palestrantes na cidade para que a questão seja amplamente discutida e há uma (Medida Provisória) que foi feita por meio de uma ação promovida pelo advogado Wagner Leão (clique no nome do advogado para ler os detalhes) que permite o tratamento dos cachorros com medicação humana, ela foi derrubada no ano passado e ainda em 2013 voltou a valer. Toda a açào ocorreuu no Tribunal Federal da quarta Região de MS.
Eu fico impressionado com a Soberba e a ignorância do governo em mudar sua postura e reconhecer que está errado e agir séria e corretamente. Eu levanto aqui uma questão: Será que a insistência do governo federal em combater de forma errada a leishmaniose é porque tem alguém sendo favorecido ou, ainda, ganhando com isso?
Porque a dificuldade em aceitar que o Brasil está na contramão do combate da leishmaniose e que é o único país no mundo que sacrifica os cachorros como forma de combate a doença? Qual a dificuldade de reconhecer que está errado e aceitar o novo? Ou ainda é porque no nosso amado Brasil ainda vale a velha máxima: "AOS AMIGOS DO REI, AS FACILIDADES DA LEI. AOS INIMIGOS DO REI, O RIGOR DA LEI!"




*Franco Barni ( MTB 29942)






*Franco é jornalista há 19 anos, Escreve aos sábados  no Jornal de Lins,  foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social.