A Renúncia Da advogada Beatriz Catta Preta

“A democracia é a arte e a ciência de administrar o circo a partir da jaula dos macacos.” - Henry Louis Mencken







Foto: Reprodução Estadão








Caros amigos e inimigos leitores,






Em uma entrevista a um jornal, a advogada Beatriz Catta Preta que defendeu nove delatores da Operação Lava Jato, diz que renunciou porque 'situação deixou de ser jurídica, tornou-se um jogo político, atingindo a ela e a seus familiares'. E que ela renunciou a defesa dos delatores  da Operação Lava Jato porque "teme sofrer algum tipo de violência". Segundo a advogada, ela é ameaçada de forma velada e de forma insistente.
A verdade, é que é  surpreendente ver um advogado que está na área que ela atua renunciar por causa de ameaças. O que me faz refletir é se Beatriz Catta Preta é se sua renúncia pode ter sido motivada por outras razões além desta que a advogada alegou.

Eduardo Cunha (PMDB/RJ) queria que a advogada fosse a convocação dela para explicar a origem de seus honorários mas de imediato a advocacia de todo o país e saiu em defesa das prerrogativas da classe e de Beatriz Catta Preta. 
A entidade máxima dos advogados a OAB foi ao Supremo Tribunal Federal com pedido de liminar e habeas corpus preventivo e a decisão do STF desobriga  Catta Preta  a prestar 'quaisquer esclarecimentos a CPI'.
O que precisa ser destacado é a seriedade da situação e averiguar se existem mais motivos para a renúncia da advogada. Muitos profissionais que trabalham nesta área, devem saber que a ameaça mesmo que velada é possivel que aconteça.
Na verdade, os motivos de sua renúncia na minha opinião parecem ser inconsistentes e desculpas esfarrapadas. Se ela sofreu ameaças, porque em vez de falar e dar "nome aos bois" denunciando quem a ameaça, ela prefere a lei do silêncio. Em meu ponto de vista, esta estória está mal contada.
Mas é preciso aguardar o desenrolar dos fatos e ver se todas as razões da renúncia de Beatriz Catta Preta vem a tona e se realmente foram somente as ameaças veladas que fizeram a advogada renunciar a defesa. (Com informações de O Estadão. Para ler a notícia e a entrevista de Beatriz Catta Preta, clique aqui).









O Brasil, sou obrigado a alertar a todos que o blog não se responsabiliza pelos comentários dos leitores,  os quais são de total responsabilidade de quem os escreve. Avisando ainda aos preclaros internautas que xingamentos e críticas são passíveis de punições judiciais.

Blog Opinião do Franco Barni, há um ano conquistando leitores no Brasil e no mundo!





http://opiniaodofrancobarni.blogspot.com.br/2014/09/blog-opiniao-do-frano-barni-completa.html







*Franco Barni (MTB 29.942)


*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui.







José Dirceu tem pedido de viagem negado

"Pecar pelo silêncio quando devemos protestar, torna o homem covarde"! Ella Wheeller Wilcox












Caros amigos e inimigos leitores,





A Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas de Brasília negou o pedido do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu o pedido de viagem para a cidade de Vinhedo/SP no Dia dos Pais que acontece no segundo domingo de agosto. A intenção de Dirceu era visitar os filhos nos dias dos Pais.








José Dirceu já foi visitar a mãe
 que tem mais de 90 anos e não tem como se deslocar e o terceiro pedido foi negado para inibir abusos já que esta seria a terceira viagem de Dirceu em menos de 10 meses. Para ler mais, clique aqui!
Dirceu precisa se conscientizar que ele está cumprindo e que o fato de ter sido ministro não lhe dá direito de pensar que ele é mais igual aos outros perante a lei. A decisão do juiz em proibir a viagem foi acertada em meu ponto de vista.
Quem sabe agora, as mudanças nas leis no Brasil e um maior respeito a legislação comecem a valer. O pedido negado a Dirceu foi merecido e em meu ponto de vista ele deveria estar cumprindo pena em presídio não na casa dele.



O Brasil, sou obrigado a alertar a todos que o blog não se responsabiliza pelos comentários dos leitores,  os quais são de total responsabilidade de quem os escreve. Avisando ainda aos preclaros internautas que xingamentos e críticas são passíveis de punições judiciais.

Blog Opinião do Franco Barni, há um ano conquistando leitores no Brasil e no mundo!





http://opiniaodofrancobarni.blogspot.com.br/2014/09/blog-opiniao-do-frano-barni-completa.html







*Franco Barni (MTB 29.942)


*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui.

São Paulo: Só metade dos radares fixos nas Marginais flagram motos

"Pecar pelo silêncio quando devemos protestar, torna o homem covarde"! Ella Wheeller Wilcox












Caros amigos e inimigos leitores,






O jornal Metro, traz uma informação interessante sobre os radares fixos localizados nas Marginais da Capital paulista. É que apenas 8 dos 65 radares conseguem flagrar as motocicletas entre as faixas da via citada.
Em resumo, dos 33 pontos com radares fixos na Marginal Tietê, apenas metade, ou seja, 16 pontos conseguem fiscalizar as motocicletas e conseguem captar a placa traseira.
Em resumo, na teoria todos os pontos deveriam flagrar as motocicletas mas, na prática isto não acontece. Então não pé possivel  saber se os motociclistas, as principais vítimas fatais nos acidentes de trânsito das marginais se estão ou não respeitando os limites de velocidade.
O Jornal Metro traz a seguinte informação referente a 2014 sobre os acidentes que envolveram motociclistas: foram 36 das 73 mortes de 2014 nas duas vias. "Há ainda 14 radares móveis na Tietê e 1 na Pinheiros que flagram motos."






O que se pergunta diante desta informação é se a redução na velocidade nas marginais da cidade de Sâo Paulo vai realmente contribuir para a redução no número de acidentes? Para saber mais, clique aqui!
A prefeitura de São Paulo entregou à Justiça, na  defesa contra a redução de velocidade nas Marginais, custou cerca de R$ 189 milhões a sociedade. O valor se refere aos custos dos acidentes , despesas médicas e a consequente perda de produtividade.
Acredito que aqui cabe uma pergunta: em vez de pensar em apenas intimidar os motoristas com multas pesadas e a redução na velocidade nas pistas, será que não é hora de mudar a maneira de como os motoristas e motociclistas são formados nas Auto Escolas? Ou seja, é preciso educar melhor nossos motoristas e motociclistas e tentar mostrar a ambos que eles não são os donos das ruas e que é preciso saber dividir as vias públicas. Não é apenas isso, se faz necessário ensinar desde cedo a direção defensiva e não apenas ensinar a "passar no exame" prático para tirar a habilitação.
Neste caso, os país e escolas são responsáveis para educar as pessoas e os futuros motoristas e motociclistas. É necessário que todos entendam que não é apenas o governo o responsável a ensinar as pessoas a serem bons condutores mas toda a sociedade.



O Brasil, sou obrigado a alertar a todos que o blog não se responsabiliza pelos comentários dos leitores,  os quais são de total responsabilidade de quem os escreve. Avisando ainda aos preclaros internautas que xingamentos e críticas são passíveis de punições judiciais.

Blog Opinião do Franco Barni, há um ano conquistando leitores no Brasil e no mundo!





http://opiniaodofrancobarni.blogspot.com.br/2014/09/blog-opiniao-do-frano-barni-completa.html







*Franco Barni (MTB 29.942)


*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui.

CPI do BNDES deve começar em oito dias

"Pecar pelo silêncio quando devemos protestar, torna o homem covarde"! Ella Wheeller Wilcox










Caros amigos e inimigos leitores,





Segundo a Secretaria-Geral da mesa da Câmara, a CPI do BNDES deve começar no dia 6 de agosto. A CPI do BNDES foi autorizada pelo presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no último dia 17.
Dezesete partidos tem uma semana para indicar os deputados que irão começar a analisar em agosto as denúncias envolvendo empréstimos feitos pelo BNDES (Banco Nacional do Desemvolvimento Social) no período de 2003 a 2015. Para ler mais, clique aqui!
Agora resta saber como será a apuração destes empréstimos e se a apuração vai confirmar as suspeitas que recaem sobre estes empréstimos.





A pergunta que fica no ar é porque a CPI que envolve o BNDES é temida por muitos em Brasília, e quais serão as razões desta CPI amedrontar muitos?
O Metro Jornal, em seu artigo sobre o assunto, comentou o seguinte em um trecho da matéria:

*"....O deputado Rubens Bueno (PPS-PR), um dos autores do requerimento que resultou na criação da CPI, destacou que o banco desembolsou, somente em 2012, US$ 875 milhões em operações de financiamento à exportação de bens e serviços de empresas brasileiras para Cuba e Angola e que, para as nove empreiteiras investigadas pela operação da Polícia Federal, entre 2003 e junho de 2014, o BNDES concedeu financiamentos...."




Realmente a questão dos empréstimos do BNDES deve ser investigada para esclarecer o assunto e que não fique nenhuma suspeita no ar sobre os contratos que liberaram estes empréstimos.
Agora, resta saber, se a CPI comprovar a existência de irregularidades, como ficarão os envolvidos na  situação? Existirá punição? O dinheiro será devolvido?
Teremos que aguardar e acompanhar por meio dos noticiários para ver qual será o desfecho da CPI.



O Brasil, sou obrigado a alertar a todos que o blog não se responsabiliza pelos comentários dos leitores,  os quais são de total responsabilidade de quem os escreve. Avisando ainda aos preclaros internautas que xingamentos e críticas são passíveis de punições judiciais.

Blog Opinião do Franco Barni, há um ano conquistando leitores no Brasil e no mundo!





http://opiniaodofrancobarni.blogspot.com.br/2014/09/blog-opiniao-do-frano-barni-completa.html







*Franco Barni (MTB 29.942)


*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui.