A politicalha do vale tudo

"Não pergunte o que o país pode fazer por você mas, o que você pode fazer por seu país!" John F. Kennedy (ex-presidente dos EUA)






Caros amigos e inimigos leitores,





Hoje ouvindo o comentário de um colega de profissão em seu programa, me identifiquei muito com o que ele disse e entendi o quanto estou esgotado em comentar a mesma coisa todos os dias, ver que outras notícias igualmente ou até mais importantes, tornaram-se secundárias.
Vivemos a todo o vapor uma crise ética, moral e de falta de vergonha além da crise que o Brasil enfrenta na economia, o que gerou quase 1 milhão de desempregados. Para ler a respeito, clique aqui
A crise é séria, e o governo vive em função do impeachment, se a cassação sai ou não! Na outra ponta descobriu-se que o segundo homem na linha sucessória, Eduardo Cunha (PMDB/RJ) - presidente da Câmara dos deputados - que enfrent acusações de ter mentido na CPI da Petrobrás ao dizer que não tem contas na Suiça. Mas de acordo com o Ministério Público da Suiça o presidente da Câmara comprovadamente as têm.
Nos últimos dias, parece que o impeachment e o caso de Eduardo Cunha se misturaram a tal ponto que virou motivo para chantagem e nas mãos do presidente da Câmara.





O impeachment vai avançar ou não de acordo com o apoio que o governo lhe der para enfrentar o caso da conta da Suiça. Chegamos num ponto que governar não interessa, resolver a crise não importa. 
A impressão que notoriamente eu tenho, é que vale tudo para se manter no poder, vale mentir, vale agredir o cidadão de bem, tudo em nome do poder. 
Enquanto isso, enfrentamos uma crise desenfreada como disse em parágrafos anteriores e o brasileiro está perdendo. O cidadão de bem que ensina a seus filhos que tudo deve ser conquistado com o trabalho honesto, sem esbanjar de nada adianta porque nos sentimos verdadeiros "palhaços" e "otários" ao ver escândalos de corrupção como o Mensalão, Petrolão e tudo mais.




O governo quando perde apoio popular, sejam quais forem as razões, acaba perdendo a legitimidade, principalmente quando a gestão fica travada pensando em não deixar o poder em vez de trabalhar para a solução dos problemas nacionais.
O que precisamos aqui no Brasil é de uma conscientização dos brasileiros de que para termos o governo melhor, não podemos votar pensando no par de sapatos que o eleitor vai ganhar, na dentadura, nos Bolsas Familia da vida, no emprego que o eleitor pode ganhar se o candidato X for eleito.
O discurso de que não gosta de política de que não adianta cobrar o candidato eleito a um cargo - seja ele qual for - não resolve é um discurso comodista. 
Hoje falta uma oposição de verdade, que resolve que cobra que apresente argumentos fortes para ser a favor ou contra a um determinado assunto.
O que direi a seguir é pura Utopia neste momento, mas bem a verdade o que precisamos é de uma renovação total na política e não eleger mais os mesmos políticos que estão aí e que nada fizeram e nada estão fazendo em prol do país e que não respeitam o cidadão brasileiro que o elegeu e que paga o seu salário. Será que teremos que pedir socorro ao Tio Sam? Vamos em frente!

Nenhum comentário :