Antes de falar em aumento de impostos, o governo precisa cortar seus gastos

"Numa época de mentiras universais, dizer a verdade é um ato revolucionário." George Orwell (escritor e jornalista)







Caros amigos e inimigos leitores,





Uma das questões sobre um provável governo Michel Temer caso ele assuma a presidência da República se a presidente Dilma sofrer o impedimento, é a respeito do aumento de impostos.
Em meu ponto de vista, o Brasil já tem uma carga tributária muito alta e tenho minhas dúvidas de que as empresas que estão no Brasil e o cidadão uma alta de impostos ou, ainda, a criação de outros como por exemplo a famigerada CPMF.
O presidente da FIESP, Paulo Skaf, segundo materia do G1 afirmou após encontro com Michel Temer de que o vice-presidente não é favorável ao aumento de impostos. Segundo Skaf é possível cortar desperdícios sem prejuízos aos programas sociais. Para ler a matéria na íntegra, clique aqui!
Na verdade, ninguém é favorável a criação ou aumento de impostos, aliás é fácil escolher este caminho e o governo não fazer a "lição de casa" no que se refere a enxugar a máquina pública.
Está na hora de ter uma pessoa no comando do país que tenha a inteligência e a sabedoria de se articular com os políticos do Congresso Nacional e que saiba convencer a todos de que o corte de gastos do governo se faz necessário e passou da hora.
Passou da hora de realizar cortes com critério e sendo muito realista nisso, o que é preciso que exista nesse momento é gente que tenha "os pés no chão" para realizar estes cortes.
É preciso cortar o excedente de funcionários públicos, cortar ministérios e enxugar a estrutura deles. Se faz necessário diminuir o número de deputados e senadores. o número ideal em meu ponto de vista é de 27 senadores e 27 deputados porque temos 26 estados mais o distrito federal.








Escolher a criação e o aumento de impostos, é um caminho muito cômodo, pois aí se impõe sacrifícios as empresas e ao cidadão brasileiro enquanto o governo continua com gastos enormes.
Pode até ser que o corte de gastos  também não seja um caminho fácil, nem disse que é mas é hora de parar de impor sacrifícios aos brasileiros e apresentar a conta ao cidadão.
Antes de pensar em aumento de impostos ou criar novos, o governo deve cortar a máquina estatal que está inchada, pesada e sem agilidade. Aqui deixo algumas questões: cortado gastos, desperdícios e afins, quanto o governo brasileiro irá economizar? Não é melhor diminuir a máquina estatal antes de sobrecarregar ainda mais o cidadão e as empresas? 
Ao cortar os gastos e desperdícios, pergunto o quanto de impostos podem ser extintos e ter o quanto será possivel diminuir a carga tributária?  Com esta diminuição, novos empregos não poderiam ser gerados? O preço dos produtos  - incluindo os bens duráveis - não irão diminuir, e por consequência e venda aumenta e o governo arrecada mais impostos no volume vendido? Em consequência, não provocaria uma reação em cadeia tendo aumento no consumo e até um aumento na geração de empregos? Uma carga tributária menor, não atrairia novas empresas para o Brasil, o que significa mais empregos?
São questões que deixo no ar para que possamos pensar no assunto. O corte de gastos será fácil? É bem provável que não, mas o quanto este corte vai se reverter em benefícios ao Brasil? Não é para pensar?
Apesar de ser uma tarefa difícil e talvez até espinhosa ao presidente, seja ele quem for, é preciso pensar e debater o assunto, pois vejo que o corte de gastos no Brasil e uma possivel diminuição da carga tributária pode ser muito benéfica ao Brasil. Vamos refletir sobre o assunto e agir.
Me pergunto qual presidente que vai ter a missão de encarar esta realidade e realizar esta tarefa?



Blog Opinião do Franco Barni, há dois anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!







Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni (MTB 29.942)

*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


















© 2016 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva

Nenhum comentário :