Caiado: não convocação de Berzoini demonstra arrogância do governo

"A linguagem política, destina-se a fazer com que a mentira soe como verdade e o crime se torne respeitável, bem como a imprimir ao vento uma aparência de solidez". George Orwell (Escritor e Jornalista)












Caros amigos e inimigos leitores,




O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), criticou a articulação do Palácio do Planalto para derrubar a convocação do ministro Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo) na Comissão de Fiscalização e Controle (CMA), nesta terça-feira (23/02).De acordo com Caiado, o governo não pode fingir que nada está acontecendo quanto tem como ministro o fundador da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop), acusada de dar calote em centenas de trabalhadores enquanto desviou recursos para o PT.“Impressionante a arrogância desse governo toda vez que tentamos esclarecer um fato. Como podem fingir que nada está acontecendo quanto temos um ministro que criou a cooperativa mais enrolada do país? E o mais absurdo: depois que a Bancoop foi assumida por uma construtora, apenas um prédio foi concluído com celeridade. O tríplex do Lula. E ele não deve explicações?”, questionou Caiado. Assista o vídeo abaixo com o comentário do Senador Ronaldo Caiado.







Blog Opinião do Franco Barni, há dois anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!







Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni (MTB 29.942)

*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui









© 2016 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva.

Um comentário :

Erenir Sant' Anna disse...

Barni, jamais se viu "na História desse país" tamanha desfaçatez dessa corja debochada. O PT e toda a sua curriola rouba de tudo, tão abertamente quanto possível, melhor, tão despreocupadamente que podemos considerar que nunca faremos justiça suficiente. Nem como Bayard Taylor escreveu: "Até que o sol esfrie, as estrelas envelheçam e as folhas do Livro do Juízo se abram!" è uma camarilha incrustada em todos os poderes e níveis. Meu entendimento não acompanha. Só quero que se espirrem do Brasil e nunca mais voltem a nos incomodar. Demais, demais...