o áudio vazado de vice-presidente fala sobre medidas que vai tomar

"Numa época de mentiras universais, dizer a verdade é um ato revolucionário." George Orwell








Caros amigos e inimigos leitores,




Ontem vimos nos telejornais e afins a noticia do aúdio vazado de Michel Temer. Por mais que O vice-presidente tenha dito que vazou por engano, sempre existirá a pergunta: Será que vazou sem querer mesmo? A resposta fica no ar e cheia de dúvidas se sim ou não.
Na verdade, mesmo que tenha sido sem querer, pois de acordo com o vice-presidente era para mandar para para alguns amigos.
Um discurso que era para tratar em linhas gerais,o que Temer fará caso ele venha a assumir o governo caso se confirme o impeachment da presidente Dilma.
Enfim, independentemente de o áudio ter vazado sem querer ou não, o que ouvimos é um Michel Temer falando com se o impeachment da presidente Dilmá Rousseff (PT) já tivesse sido aprovado. A mensagem de quase 15 minutos, foi destinada aos parlamentares do PMDB.
O impressionante foi ver a reação do governo, "caiu a máscara do conspirador"! Todos sabem qual é a posição de Michel Temer desde o início do desgaste real ou mais caracterizado da presidente República.Ele disse uma frase: "Ninguém consegue com 9% de aprovação".






Ao dizer isso, podemos concluir que o pensamento é "ela não governa"! Vale lembrar que Temer foi a principal figura de rompimento entre o PMDB e o governo.Em resumo, não seria de se estranhar  e não há nada de novo em revelar que Temer está liderando a campanha pelo impeachment de Dilma e talvez não sabems se seria muito diferente, por ser o presidente do partido,a figura que ele e, também, porque caso o impeachment aconteça de fato, é ele quem vai assumir o cargo de presidente.
Michel Temer disse que "aconteça o que acontecer", é preciso construir um governo de "salvação nacional", além de comentar que será necessário fazer sacríficios para voltar ao crescimento.
No áudio, Michel Temer diz:"Aconteça o que acontecer no futuro, é preciso um governo de salvação nacional e, portanto, de União nacional. É preciso que se reúna todos os partidos políticos e todos os partidos políticos estejam dispostos à colaboração para tirar o país da crise", afirmou Temer.





O vice-presidente ainda diz:"sem essa unidade nacional, penso que será difícil tirar o país da crise em que nos encontramos".
Em outro trecho, Michel Temer afirma:"substituto constitucional da presidente da República", que o país terá que se submeter a sacrifícios. "Vamos ter muitos sacrifícios pela frente. Sem sacrifícios, não conseguiremos avançar para retomar o crescimento e o desenvolvimento que pautaram a atividade do nosso país nos últimos tempos antes desta última gestão", afirmou Temer, que também é presidente nacional licenciado do PMDB. 
Temer ainda diz no áudio que manterá programas sociais como o Bolsa Família, Pronatec e Fies.
Temer também defendeu as parcerias público-privadas para que o Estado fique responsável exclusivo por algumas áreas específicas,"Vamos incentivar enormemente as parcerias público-privadas à medida que isso pode trazer emprego ao país. Temos absoluta convicção de que hoje, mais do que nunca, o Estado não pode tudo fazer. O Estado depende da atuação dos setores produtivos do país".
Ouça abaixo o áudio vazado com a fala de Michel Temer:







Blog Opinião do Franco Barni, há dois anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!







Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni (MTB 29.942)

*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui









© 2016 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva.

Nenhum comentário :