Menina que 'defendeu' capitalismo em prova e leva Zero

"O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons." Martin Luther King





Caros amigos e inimigos leitores,



O Site de notícias Extra trouxe um fato que chamou minha atenção. Uma mãe no Rio de Janeiro mostrou toda sua indignação ao saber que sua filha tirou nota zero em uma questão de prova e ela acabou compartilhando o acontecimento na rede Social Facebook. 
Onde ela comentou como conseguiu reverter a avaliação do professor, o que fez a menina recuperar o ponto que ela perdeu na prova.
Muitos podem estar pensando neste exato momento, a menina não estudou o suficiente ou não compreendeu a pergunta do professor. Mas de acordo com informações do site, a nota zero na questão não foi por isso.
O site do site Extra, comenta na notícia que a questão da prova, dizia o seguinte:
" O Processo de globalização, que vive o mundo de hoje, propõe como elemento de estabilidade social, econômica e política, o velho paradigma das leis de mercado(...) sobrevive quem tem competência". no trecho seguinte o enunciado continua: "Considerando o texto acima, podemos afirmar que o capitalimso fundamenta a lógica imoral da exclusão. Justifique tal afirmativa".
Veja abaixo as fotos. A foto logo abaixo traz a questão da prova:


A foto abaixo, mostra a resposta da aluna que discorda da questão e mostra o raciocínio coerenta da menina. Por que o zero? Porque não era a resposta que o professor esperava, ou ele deu zero porque a aluna 'defendeu' uma verdade imutável do capitalismo?





A Menina diz na resposta: "Não concordo que o capitalismo fundamenta a lógica imoral da exclusão. Muito pelo contrário. O Capitalismo amplia empresas, gerando assim, empregos. O capitalismo dá oportunidade a todos, diferente do Comunismo e Socialismo, que não deu certo em nenhum país. A exclusão não está relacionada ao capitalismo, porque ele não gera pobreza. Fica pobre quem quer pois ele gera oportunidades. E também tem a meritocracia, que deve ser vista como um plus na sociedade, pos quendo se recebe uma oportunidade é possível alcançá-la com mérito e dedicação". respondeu a menina na questão.




Foto da página da mãe que indignada postou em
 seu mural a pergunta e a questão da prova







A mãe ao ver a nota da prova, agiu corretamente, foi à escola questionar o porquê do zero na questão. A escola voltou atrás, concedendo a pontuação máxima na pergunta que a menina respondeu.A mãe desabafou dizendo:"Escola sem partido? Minha filha contestou 'que o capitalimso fundamenta a lógica imoral (sic) da exclusão' e levou um zero. Só obteve o ponto nesta questão manipuladora pois fui à direção da escola questioná-los", escreveu a mãe no Facebook, ode ela demonstrou sua indignação.
Devo dizer que a mãe da aluna está absolutamente correta na sua indignação e na sua postura de cobrar a escola, porque a questão é manipuladora.
Outra questão aqui, a menina tirou zero por quê? Pelo fato de não ter uma mente fácil de se manipular? Porque deu uma resposta verdadeira, inteligente e, acima de tudo, desconcertante para o professor. Foi uma resposta à altura e inteligente, porque o capitalismo é saber aproveitar as oportunidades que te ele dá de crescer, onde a Meritocracia impera e, acima de tudo, quem for o mais competente, conseguirá se sobressair e se destacar.
O Socialismo/Comunismo, sejamos realistas e vamos responder de maneira honesta! Em qual país deu certo? Na Alemanha Oriental? Na antiga União Soviética? Nos outros países Europeus que seguiram os países Comunistas/Socialistas? Em Cuba? Tenho a impressão de que todos os leitores estão dizendo não!
Apesar de ter suas falhas, o Capitalismo o cidadão é livre para ir a qualquer tempo e hora, onde bem quiser, existe a liberdade de expressão. O capitalismo nunca - até onde sei - nunca precisou de muros para evitar a fuga de seus cidadãos, aliás quando vemos fuga da ilha onde os irmãos Castro comandam, eles fogem para onde mesmo? Estados Unidos que é um país capitalista.
A menina só com a resposta desta questão já merecia uma nota dez! As escolas não devem ser partidárias, devem se preocupar em ensinar e com qualidade, devem mostrar aos alunos como ter senso crítico, e a pensar com sua própria cabeça e não ser as famosas "vai com as outras". 
Mesmo na minha época de estudante, o ensino não tendo a qualidade dos anos anteriores, você era preparado para pensar, ter senso crítico e era estimulado a aprender.
Bons tempos em que na escola, você formava fila para entrar na sala de aula! Bons tempos em que você tinha que cantar o Hino Nacional, o Hino a Bandeira! Bons tempos da escola em que o aluno tinha respeito pelo professor!A mãe, em minha opinião está correta e mostrou que os pais podem e devem questionar a escola onde seus filhos estudam, isto é de direito!
Bons tempos em que o ensino te preparava para os desafios do futuro e que não servia a interesses de Esquerda ou de Direita. Enfim, viva a competência e a Meritocracia! Para ler a notícia na íntegra, clique aqui!

 


Blog Opinião do Franco Barni, há dois anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!







Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni (MTB 29.942)

*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui









© 2016 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva


Nenhum comentário :