Beneficiários do Bolsa Familia doam quase R$ 16 milhões

"O que me assusta não são as ações e os gritos das pessoas mas, mas a indiferença e o silêncio das pessoas boas". Martin Luther King








Caros amigos e inimigos leitores,




Demorei para trazer esta notícia porque quando recebi a informação, quis pesquisar e checar a notícias algumas vezes para ter certeza. Sou extremamente desconfiado de qualquer informação que recebo e, portanto, checo diversas vezes e com inúmeras fontes.
Mas vi que a notícia é realmente verdadeira. De acordo com o site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), foi feito um cruzamento de dados entre o cadastro de beneficiários de Programas Sociais do Governo Federal e o sistema de prestação de contas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral que identificou R$ 15.970.436,50 foram doados a candidatos e a partidos políticos nas eleições de 2016 por pessoas que recebem o benefício do Bolsa Família.
Ainda de acordo com o site do TSE, o valor total de arrecadação que foi declarado à Justiça Eleitoral é de mais de R$ 1 Bilhão e, e de acordo com o cruzamento, ao menos 16 mil beneficiários do programa social aparecem como doadores.
O site do TSE informa ainda que o que permitiu o crizamento desses dados,foi uma parceria entre o TSE e o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) o que permite que o TSE investigue indícios de falta de capacidade econômica de doadores inscritos no cadastro e que realizaram doações para as campanhas eleitorais.








Segundo informações do presidente do TSE, o ministro Gilmar Mendes, há indicações de que pode haver fraudes: “ou essa pessoa não deveria estar recebendo Bolsa Família ou está ocorrendo o que chamamos de ‘caça CPF’, ou seja, a manipulação de CPF de alguém que está inocente nessa relação, então tudo isso será investigado." O ministro tem razão, é preciso investigar para saber o que efetivamente está acontecendo.
De acordo com o ministro Gilmar Mendes, anteriormente a análise das contas acontecia tempos depois da eleição, mas agora, a Justiça Eleitoral está trocando informações com o Ministério Público, a Polícia Federal o TCU (Tribunal de Contas da União e o Conselho de Atividades Financeiras (COAF), a Receita Federal além do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, para analisar irregularidades ainda durante a campanha. "Portanto, estamos em condições muito mais confortáveis para fazer o nosso papel e reafirmo que a prestação de contas vai deixar de ser um faz de conta", enfatizou. Para ler mais a respeito, clique aqui!
Se tudo isso for comprovado, deveria haver punição para os envolvidos e até tornar as regras do Bolsa Família mais rígidas além de fiscalizar que está recebendo o benefício e até quem irá participar deste programa social. Para ler maiores informações, clique aqui!
*Veja abaixo o vídeo onde mulher reclama que o dinheiro do Bolsa Família não dá para comprar uma calça de quase R$ 300,00 porque ela não vai trabalhar?






Blog Opinião do Franco Barni, há três anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!













Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni (MTB 29.942)

*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


© 2016 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva

Nenhum comentário :