Mais de 60% dos recursos federais destinados ao saneamento não são aplicados

"O que me assusta não são as ações e os gritos das pessoas mas, mas a indiferença e o silêncio das pessoas boas". Martin Luther King







Por que a demora em investir e realizar obras de Saneamento Básico? Eis a pergunta que não quer calar






Caros amigos e inimigos leitores,


Verificando algumas notícias, uma delas que está no site Contas Abertas, chamou a minha atenção e comprovou minhas suspeitas. De acordo com as informações do referido site, quando se trata de aplicações do Governo Federal, o saneamento básico aparece como uma das últimas prioridades e, a impressão que fica, é que o saneamento básico não tem nenhuma importância.
O que questiono aqui é o seguinte: Será que o fato de dar pouca importância ao saneamento básico é porque é uma obra que não é visível como  pontes, estradas, hospitais, escolas e afins?
Bom, independente da resposta, o site Contas abertas informa que fez um levantamento e o que apurou foi o seguinte: Nos últimos 16 anos mais de 60% dos recursos autorizados para o saneamento básico,  não se converteram em melhorias para a população. É um verdadeiro absurdo.






O que vale questionar também é o seguinte: Será que é tão difícil de entender que o  esgoto a céu aberto só traz malefícios e doenças? O Saneamento Básico é tão importante e prioritário quanto as moradias pois influencia na Saúde da população e uma vez implantado, diminui os riscos de doenças e a consequência é a diminuição da ida aos hospitais por parte da população por causa de alguma doença que pode ter sido contraída por causa do esgoto a céu aberto? Qual parte disso o governo não entendeu?







Será que se faz necessário uma lei que obrigue os governantes a investir em saneamento básico sob pena de perderem o mandato e serem processados por falta de investimento no setor?
Segundo a pesquisa do Contas Abertas - matéria do iste informa, veja o link no final deste artigo - do ano 2000 até 2015,  em valores correntes R$ 50 bilhões foram autorizados para aplicações federais para serem destinados ao Saneamento Básico Rural e o Saneamento Básico Urbano, dos quais apenas R$ 19 bilhões foram efetivamente gastos, e eu pergunto e o restante quando vai ser usado para este fim.



É preciso investir pesado em Saneamento Básico para não vermos
mais lugares assim.





O contas abertas complementa a informação dizendo que o valor usado, represente 37% da soma das dotações anuais autorizadas, traduzindo em valores, R$31,4 bilhões deixaram de ser aplicados no Saneamento Básico pelo governo federal. Quando este valor, será usado para este fim? É a pergunta que não quer calar.
O interessante é o que o COntas Abertas fala do Ano de 2015, veja o trecho do texto deles: *"Em 2015, especificamente, as aplicações nas duas subfunções somaram R$ 2 bilhões. Trata-se, mesmo em valores correntes, do menor valor dos últimos 6 anos. Paralelamente, ao fim de 2015, existiam R$ 6,3 bilhões de restos a pagar, ou seja, o triplo do valor pago em 2015. Atualmente, o valor de restos a pagar ainda é superior a R$ 5,5 bilhões.Estão incluídos no levantamento os recursos federais destinados ao setor. A conta de recursos não utilizados, no entanto, pode ser ainda maior, quando considerados os dispêndios estaduais e municipais para a melhoria do saneamento brasileiro. No caso dos Estados e Municípios, os dispêndios em 2015 com Saneamento foram de R$ 3,6 bilhões e R$ 12,2 bilhões, respectivamente."
Por este motivo e por outras razões é que eu digo que o povo brasileiro precisa ser menos samba e futebol, e perceber que se não fiscalizarmos os governantes eleitos, seremos sempre enrolados. Devemos sempre cobrar, obviamente dentro da lei e da ordem e desde que a reivindicação seja justa e lícita.
Nosso compromisso com a política não começa e termina no dia em que vamos votar, é um compromisso para sempre. Não podemos nos deixar levar por governos populistas que nada contribui para o desenvolvimento do país, devemos ser participativos sempre! Não podemos nos deixar enganar pelos políticos que parecem com o personagem Justo Veríssimo (clique no link ao lado e veja o artigo a respeito).
É necessário também, termos uma reforma política, com o fim dos privilégios dos políticos como os altos salários, mordomias e, principalmente, cobrar o fim do absurdo foro privilegiado.
Vamos refletir sobre o assunto! Para ler a íntegra da matéria  do site Contas Abertas sobre os investimentos em Saneamento Básico, clique aqui!

*Trecho entre aspas da Matéria do site Contas Abertas sobre o assunto




Blog Opinião do Franco Barni, há três anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!












Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni (MTB 29.942)

*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


© 2016 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva









Nenhum comentário :