Votar em Urnas eletrônicas? Não obrigado!

"O jornalismo moderno tem uma coisa a seu favor. Ao nos oferecer a opinião dos deseducados, ele mantém-nos em dia com a ignorância da comunidade." Oscar Wilde









Caros amigos e inimigos leitores,







Ao ler o título do artigo, muitos podem até pensar. "Nossa, o Franco já trouxe este tema aqui, ele vai tocar no assunto de novo?". Sim vou retornar ao assunto porque algumas pessoas podem não ter tido a oportunidade de acompanhar este artigo e também, devido a proximidade das eleições municipais devemos ficar atentos. Eu particularmente não confio e jamais confiarei neste sistema. Sou a favor do retorno das antigas cédulas  de papel para votar.














Bom, sou obrigado a voltar a este tema e qual o motivo deste que vos escreve retornar ao assunto? Aqui pergunto: Você confia neste sistema de votação? Eu não confio. Veja adiante o porquê.
Quando a urna eletrônica foi apresentada aos eleitores brasileiros, senão todos, pelo menos a grande maioria imaginou: "Nossa que maravilha! Um sistema rápido de votação com um sistema rápido de apuração dos votos!". Na teoria é lindo, maravilhoso, mas na prática não é bem assim.

Veja abaixo o vídeo com o trecho da CPI dos crimes cibernéticos.











Mas, muitos de nós esquecemos que é usada a informática neste caso e até hoje, não temos o comprovante impresso para termos a certeza de que nosso voto que apareceu na tela da urna, foi realmente ao candidato que escolhemos. 
Então, a única certeza de que nosso voto foi ao candidato que escolhemos é que ao digitar o número dele, seu rosto apareceu na tela. Não temos o voto impresso, em resumo se queremos a recontagem dos votos não tem como, é o que diz a lógica.





Só que eu digo mais, por mais que o TSE diga que a urna eletrônica é segura, o sistema não está imunine a sofrer ações de invasões por hackers.Duvido que seja possivel garantir em 100% que o sistema possa ser protegido da invasão de hackers. 
Não adianta dizer que é impossivel! vários sites de empresas idôneas tem risco de sofrerem ações de hackers assim como já aconteceu em inúmeras empresas pelo mundo que tiveram seus sites invadidos porque só o sistema de votação brasileiro estaria imune a invasão de pessoas que invadem vários sites. Por mais blindado que seja.
Por mais que blindem o sistema contra invasões, jamais será 100% seguro. Outra coisa, a universidade de Princeton mostrou que o sistema pode ser alterado, fazendo com que você pense que está votando no candidato X, aparece a foto do candidato X e tudo mais mas o voto ser computado para o candidato Y.  Veja abaixo o vídeo que mostra o estudo realziado pela universidade de Princeton (EUA) que ilustra o caso:






Para trazer algo mais próximo da nossa realidade, o professor Diego Aranha que é especialista e professor da UnB diz que urna eletrônica é insegura na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado Federal e explicou os motivos. Veja abaixo o vídeo:





Se preferir assistir ao vídeo completo com o especialista e professor da UnB, Diego Aranha, veja o vídeo abaixo:






Agora, diante de tudo isso cabe questionar: Porque os países de primeiro mundo como EUA, e os países Europeus não usam as Urnas eletrônicas nas eleições? Você prezado leitor, já questionou tal fato? 
Os EUA onde informática impera, não usa urna eletrônica, porque será?



Será que não é o caso de a população se mobilizar e exigir que as urnas eletrônicas sejam banidas do Brasil já que é dificil fazer uma fiscalização e/ou auditoria nelas? 
Não adianta o TSE fazer inúmeras campanhas favoráveis as urnas eletrônicas, porque isso em meu ponto de vista chega a ser um insulto a inteligência de qualquer brasileiro que conhece um pouco de informática sabe que não é possivel garantir em 100% a segurança das urnas.


Blog Opinião do Franco Barni, há três anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!













Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni (MTB 29.942)

*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


© 2016 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva




Nenhum comentário :