A Reforma da Previdência Não pode prejudicar o trabalhador

"O que me assusta não são as ações e os gritos das pessoas mas, mas a indiferença e o silêncio das pessoas boas". Martin Luther King




A Reforma Previdenciária se acontecer não pode em nenhuma hipótese prejudicar o trabalhador e o aposentado.







Caros amigos e inimigos leitores,



Por mais polêmico que seja o assunto, se faz necessário tocar no assunto da Reforma da Previdência "deverá atingir a todos" e qe "não haverá mais distinção" entre trabalhadores da iniciativa privada e servidores públicos. Uma informação divulgada por fontes, mas que ainda não tinha sido confirmada de acordo com o site UOL.
Em entrevista à rádio CBN, o presidente Michel Temer, confirmou que a reforma previdenciária deve atingir a todos: "Não haverá mais distinção entre a Previdência geral, dos trabalhadores, e a Previdência pública, dos trabalhadores do serviço Público. Nós temos que igualar isso, e esse é um ponto que já está definido", disse o presidente. 
Mas o que não pode acontecer de modo algum é que o trabalhador seja prejudicado mais do que ele já é. Atualmente, como está a Previdência, a impressão que temos é que até o momento, o brasileiro está separado como cidadão comum e elite no que se refere as aposentadorias. Sendo que o cidadão comum é que trabalhou para a iniciativa privada e o da elite é o que trabalhou para a o setor público.O que não é justo! 
Enquanto o trabalhador da iniciativa privada recebe até cerca de R$5.500,00 o servidor público recebe até cerca de R$ 40.000,00. De maneira notável percebemos a injustiça. Quantos aposentados da iniciativa privada pagaram uma boa aposentadoria e não acontece e, por conta disso, são obrigados a continuar trabalhando porque o valor da aposentadoria mal cobre - para não dizer que não é suficiente - as despesas?






A reforma Previdenciária deve ser feita? Sim,  Mas  desde que ela aconteça para trazer justiça no que se refere ao valor de aposentadorias e que o valor delas seja para quem trabalhou a vida inteira possa ter uma vida digna.
A reforma da Previdência - segundo o que foi divulgado na imprensa - se não acontecer, em 30 anos não haverá dinheiro para pagar os aposentados. É aquela situação onde se pergunta qual é o caminho a ser seguido?







Uma sugestão é que o governo trazer o assunto em pauta não só junto a sindicatos mas deve aceitar o diálogo com os brasileiros para que a mudança usando inclusive ideias vindas dos brasileiros e ver onde pode-se fazer mudanças e em que pontos.
A mudança que o presidente Temer quer realizar na Previdência deve ser para beneficiar o trabalhador e ajudar a manter a qualidade de vida do aposentado. Sou contra se for para prejudicar o cidadão brasileiro.
Um caminho que acredito que a maioria  dos brasileiros concorda é que não pode mais existir super aposentadorias. Mesmo porque o bem estar da maioria se sobrepõe ao de uma minoria ou ainda a de alguns grupos. Assim funciona a democracia. O interesse da maioria dos brasileiros deve-se se sobrepor a do grupo X ou Y.
Mesmo porque se todos somos iguais perante a lei, então porque o cidadão brasileiro que trabalhou a vida inteira deve ser tratado de maneira diferente ao se aposentar, recebendo vencimentos que na maioria das vezes não cobre as suas necessidades mais básicas? É preciso resolver isso o mais urgente possível.
Acredito que se se criar um teto igual para todos, onde o valor das aposentadorias seja de até um valor X, desde que o aposentado possa viver de maneira digna, quem sabe mais para a frente estes valores poderão ser maiores do que hoje.
Não podemos aceitar injustiças na Previdência. O trabalhador deve receber uma aposentadoria justa, e que o valor seja suficiente para que o aposentado possa se sustentar e viver com dignidade. Como disse anteriormente, e insisto nisso, serei contra a reforma da Previdência se for para prejudicar o trabalhador e que esta reforma seja para resolver os problemas existentes.

A principal injustiça em meu ponto de vista, é o valor injusto da aposentadoria onde o cidadão da iniciativa privada recebe atualmente um valor que mal dá para pagar suas contas e se sustentar com dignidade enquanto uma minoria – no caso os servidores públicos – recebem um valor astronômico. Porque esta injustiça existe até hoje? 

Para ler a notícia, clique aqui!








O brasileiro deve se unir para que a reforma na Previdência seja para trazer justiça e não o contrário. Em resumo,a Reforma Previdenciária se acontecer não pode em nenhuma hipótese prejudicar o trabalhador e o aposentado.
 Segue abaixo vídeo com entrevista do Presidente Michel Temer para a rádio CBN:







Blog Opinião do Franco Barni, há três anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!








Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni (MTB 29.942)

*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


© 2016 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva

Nenhum comentário :