PF indicia ex-presidente Lula

"Para ter inimigos, não precisa declarar guerras, apenas diga o que pensa". Martin Luther King







 




Caros amigos e inimigos leitores,



De acordo com a notícia publicada no site Uol, a Polícia Federal (PF) indiciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção.
A PF também indiciou Marcelo Odebrecht e Taiguara Rodrigues, este último é sobrinho de Lula.(Clique no link ao lado para maiores informações), estes dois por corrupção e lavagem de dinheiro.


De acordo com informações do UOL, o ex-presidente teria beneficiado o sobrinho por meio da Odebrecht em contratos em Angola. Foi a obra de modernização e ampliação da hidrelétrica de Cambambe, que está localizada neste país africano. O empresário que firmou um contrato milionário com a Odebrecht em 2012 que está agora na mira dos investigadores.
A notícia relata também que a empresa Exergia fechou um contrato de prestação de serviços com a construtora de Marcelo Odebrecht naquele ano no valor de R$ 3,5 milhões.
Taiguara é filho de Jacinto Ribeiro dos Santos, o Lambari, amigo de Lula na juventude e irmão da primeira mulher de Lula, já falecida.
Morador de Santos, no litoral paulista, ele atuava no ramo de fechamento de varandas e viajou para Angola para começar seus negócios naquele país em 2007.

Taiguara foi alvo de mandado de condução coercitiva da Operação Janus, da PF, em maio deste ano, o empresário ostenta no curriculo a atuação em obras de empreiteiras financiadas pelo BNDES no exterior na onda da política de aprosimação com países do continente africano durante os dois mandatos do de Lula (2003 a 2010).
Ainda de acordo com a matéria do Site Uol, o acordo entre a Odebrecht e a Exergia foi formalizado no mesmo ano em que a empreiteira conseguiu financiamento junto ao BNDES para realizar este projeto na África. Este acontecimento levou o Ministério Público ter aberto investigações para investigar a suspeita de tráfico de influência do ex-presidente Lula em favor da empreiteira. O UOL informa que Lula já prestou depoimento sobre o caso e que de acordo com informações da PF, a obra recebeu o valor de US$ 464 milhões do BNDES.
A matéria sobre o assunto ainda traz a informação de que o empresário prestou depoimento à CPI do BNDES em 2015 e que ele admitiu os contratos com Odebrecht.
A época  ele falou à comissão durante 4 horas e disse que o valor refere-se a serviços de sondagem, avaliação da Topografia e gerenciamento de obras prestados pela empresa. Para ler a matéria, clique aqui!

Blog Opinião do Franco Barni, há três anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!










Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni (MTB 29.942)

*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


© 2016 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva








Nenhum comentário :