Ministro do STF diz: "Ninguém deseja ser relator da Lava Jato"

"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade." George Orwell









Caros amigos e inimigos leitores,



O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes afirmou nesta quinta-feira (26)que "ninguém deseja ser relator da Lava Jato" porque "tulmutua a vida de todos".
Sim, ele pode até ter razão em sua fala e justificativa mas o que eu me pergunto o seguinte: Será que quem assumir o posto de relator não vai ganhar notoriedade -querendo ou não - e será lembrado na história do país e em particular da Operação Lava Jato  - como a pessoa que conduziu a maior operação que investigou a corrupção no Brasil? Isso sem dizer que será para o bem ou para o mal, dependendo da decisão que tomar em relação aos envolvidos? Isso o tempo vai dizer.







De acordo com a matéria do jornal Folha de São Paulo, o ministro Gilmar Mendes deu esta declaração um dia depois de Mendes ter dito que atuaria com "mesma naturalidade que decide todos os processos". O que o cidadão espera é que além da naturalidade, o relator faça seu trabalho com a justiça devida e que a lei seja aplicada, é o que espera cada cidadão brasileiro.
O Ministro Gilmar Mendes  comentou que o próprio Teori Zavascki falecido no último dia 19, que era o relator do caso, dizia que não gostou de ter  assumido a tarefa.
O ministro Mendes disse mais: "a rigor, isso tumultua a vida de todos e desorganiza por completo o gabinete, que passa a ser concetrado nesse tipo de matéria".
Gilmar Mendes deve ter as razões dele para fazer tal afirmação mas outra pergunta que fica é se quem está no posto de relator acaba tendo um certo prestígio?






Mendes não quis opinar sobre como a presidente do Supremo Carmém Lúcia  deve resdistribuir a relatoria mas, será que Mendes não seria um possível candidato ao posto de relator?
Independente de qualquer suposição ou questionamentos sobre o futuro da Lava Jato, devemos nos ater aos fatos e se faz necessário que os ministros se reúnam o quanto antes para decidir quem será o substituto do ministro Teori Zavascki na Relatoria da Lava Jato. Para ver a nota do site O Antagonista, clique aqui!
Em meu ponto de vista, a escolha não deixará de ser polêmica porque pode contentar alguns e desagradar a outros. Mas, em meu ponto de vista, o perfil mais adequado para assumir a relatoria é de que o candidato deve ser técnico e o mais imparcial possível e deverá defender a lei e a justiça. Será que temos um candidato com este perfil? Para ler a matéria sobre o assunto do jornal Folha de São Paulo, clique aqui!



Blog Opinião do Franco Barni, há três anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!







Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni (MTB 29.942)

*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


© 2017 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva


Nenhum comentário :