Voto Obrigatório não combina com Democracia



"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade." George Orwell






Caros amigos e inimigos leitores,




Em todos os países que se vivem na Democracia - ou pelo menos a maioria - não tem o voto obrigatório. Veja os Estados Unidos, Inglaterra, Itália,entre outros o voto é facultativo, isto é, o cidadão comparece ou não no dia da eleição para escolher seu representante, se ele quiser. 
E no Brasil? Como todos nós sabemos, o voto é obrigatório! Não adianta dizer "Mas votar é um direito!". Minha resposta é a seguinte: Quando algo - como no caso, o voto - se torna ou é obrigatório, ele deixa de ser um direito para ser um dever! Portanto, no Brasil o voto é um dever, por mais que queiram dizer que seja um direito. Pessoalmente, desconheço um direito que seja obrigatório! 
É como o livre exercício de uma profissão, cada brasileiro pode escolher a profissão que quer com a qual irá se sustentar. Você não é obrigado a ser advogado, dentista, jornalista, professor! O cidadão vai escolher a profissão com a qual ele mais se identifica.







É como dirigir, você não é obrigado a fazer o curso para se habilitar a conduzir um veículo. Cada pessoa tem o direito de procurar ou não a autoescola para aprender a dirigir, conhecer as leis de trânsito e fazer as provas Escrita e Prática para ser avaliado se está apto a dirigir. Se o cidadão escolhe se habilitar, aí sim deve exercer o direito de dirigir um automóvel dentro do que diz a lei.






Dizer que o brasileiro não tem maturidade de decidir se quer votar ou não, parece-me uma visão comodista de quem não quer mudar a lei que obriga o brasileiro a votar, lei que por sinal soa como autoritária  (para não dizer ditatorial).






Claro que  mesmo dentro de uma democracia, devemos ter as leis que são um código de conduta - que são as leis -  para todos os cidadãos que vivem em um determinado pais. E dentro destas leis, o cidadão vive como quiser - dentro da legalidade - e se não respeitar estas leis, o cidadão que não as respeitar terá uma punição adequada a infração que cometeu.





Mas voltando ao assunto, o voto facultativo certamente colabora e muito em meu ponto de vista  para que a democracia seja consolidada com qualidade, porque ao meu ver o cidadão que decide comparecer no dia das eleições para exercer o seu direito de votar, vai ser mais criterioso para escolher o candidato. Enfim o cidadão que optou por votar, irá fazê-lo com qualidade e de maneira bem consciente. Vou até mais longe e deixo aqui perguntas a todos para refletirmos: Será que o voto obrigatório não contribui para que o voto seja feito de qualquer maneira? Será que não é o voto obrigatório que contribui para o grande número de votos brancos e nulos? Ficam as perguntas no ar!






Faço estas perguntas pelo seguinte: Se o cidadão X ou Y não gostar dos candidatos a um cargo eletivo, porque ele deve comparecer para votar? Se ele não gosta dos candidatos será que ele não irá anular ou votar em branco? Será que ele não irá escolher um candidato para votar contra em vez de votar a favor de uma proposta? A se pensar!
Alguns poderão argumentar que se um eleitor não participou do pleito, ele não pode reclamar. Com todo o respeito ao leitor, mas eu discordo. Ao não votar ele já está exercendo seu direito de reclamar.
Por que digo isso? Porque, certamente na maioria das vezes, aquele eleitor que faltou não concorda com os candidatos que estão participando daquela eleição por várias razões: desde que ele  não concordar com as ideias e propostas deles, até achar que aqueles candidatos não estejam a altura do cargo. Contudo, se ele não votou e a maioria elegeu o candidato X, ele pode continuar discordando, mesmo ele tendo que aceitar o resultado ele pode reclamar sim porque o eleitor que não votou paga seus impostos e, por este fato, ele pode protestar contra a ação do candidato X por não concordar com ele.
Enfim, em meu ponto de vista, se a reforma política for colocada em prática, deve também pensar em por em prática  o voto facultativo, porque em poucas palavras, a Democracia não combina com o voto obrigatório! Vamos pensar no assunto? Para ler mais a respeito, leia o artigo "Voto facultativo X voto Obrigatório!"

Blog Opinião do Franco Barni, há três anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!






Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni (MTB 29.942)

*Franco é jornalista há 20 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


© 2017 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva

Nenhum comentário :