A Delação de Melo Filho pode complicar Padilha


"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade". George Orwell - Jornalista e escritor.










Caros amigos einimigos leitores,


A comentarista Vera Magalhães destaca a delação de Claudio Melo Filho, que citou o empresário José Yunes em suposto recebimento de dinheiro vivo em seu escritório, na zona sul paulista.

No depoimento, o ex-executivo da empreiteira afirmou que participou de jantar no Palácio do Jaburu com Marcelo Odebrecht, Temer e Eliseu Padilha.

Neste momento, segundo o delator, Temer havia pedido apoio financeiro ao PMDB na campanha de 2014. Melo Filho disse que pagaria R$ 10 milhões, sendo que deste valor, R$ 4 milhões ficariam sob responsabilidade do agora ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha.

---related---De acordo com a delação, um dos pagamentos foi feito na sede do escritório de advocacia de Yunes, no Jardim Europa, zona sul de São Paulo.

Dos R$ 4 milhões, R$ 1 milhão foi repassado no escritório do empresário, segundo esclarece Vera Magalhães
.





Blog Opinião do Franco Barni, há três anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!











Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni

*Franco é jornalista há 21 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


© 2017 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva

Nenhum comentário :