O que poderia ser feito antes de falar da Reforma da Previdência

"Numa época de mentiras universais, dizer a verdade é ato revolucionário." George Orwell










Caros amigos e inimigos leitores,




Um dos principais temas do momento, é a Reforma da Previdência. Muito tem se falado que se a reforma previdenciária não for feita,não haverá dinheiro para pagar os aposentados no futuro.
Mas, apesar de o governo falar de Reforma Previdenciária, será que não existe nada a se fazer antes de trazer mudanças que estão preocupando os trabalhadores brasileiros? 








Acredito que antes de trazer mudanças com possíveis fórmulas e regras mirabolantes para que o trabalhador se aposente, trago algumas questões para reflexão.O que gostaria de perguntar é o seguinte:
Antes da Reforma da Previdência, não seria interessante fazer uma auditoria  nas contas da Previdência Social para que se veja quem está em dívida com a Previdência contratando uma empresa independente?
Esta questão, automaticamente leva a outra: Se existirem dívidas de empresas junto à Previdência, não seria interessante cobrar estas dívidas propondo inclusive negociação com os devedores da Previdência? Ao cobrar estas dívidas, qual seria a queda do rombo? 
Antes de fazer a Reforma da Previdência para o trabalhador, que tal fazer mudanças dentro do governo em primeiro lugar?
Que tal acabar com as super aposentadorias de ministros, senadores, deputados e CIA?  Bom mesmo seria extinguir a aposentadoria para quem tem cargos eletivos. Se a aposentadoria para políticos ficar, que tal propor que eles também trabalhem 35 anos como qualquer outro trabalhador que recebam o teto máximo igual a dos trabalhadores da iniciativa privada? Que tal estender isso a todos os funcionários públicos?







Ora, se todos nós de acordo com a Constituição Federal somos iguais perante a lei, porque existe  aposentadorias diferentes entre os trabalhadores da iniciativa privada e os que trabalham para o governo, o que dá a impressão de que somos tratados de maneiras diferentes se trabalhamos para a iniciativa privada ou para o governo? Que tal acabar com estas regalias que existem no governo e o funcionalismo público?










Antes de falar em Reforma da Previdência, que tal fazer uma fiscalização para ver se existe alguém recebendo benefícios de maneira errada ou indevida? Será que isto não pode estar acontecendo? É preciso que se faça a fiscalização para saber, se estiver tudo certo, que o beneficiário continue recebendo os casos indevidos se existirem devem ser cortados.
Realizando as mudanças na previdência do governo, se existirem dívidas e estas forem cobradas, será que o rombo não poderia deixar de existir? 
Caso seja resolvido, a Reforma poderia deixar de ser necessária. Ou se for preciso fazer mudanças, talvez não seja preciso fazer reformas tão profundas.
Que tal refletirmos sobre o assunto e cobrar do governo uma auditoria independente na Previdência Social antes de se falar em Reforma da Previdência?

Blog Opinião do Franco Barni, há três anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!












Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni

*Franco é jornalista há 21 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


© 2017 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva






Nenhum comentário :