Câmara aprova proposta de Reforma trabalhista

"Quanto mais a sociedade se distancia da verdade, mais ela odeia aqueles que a revelam". George Orwell














Caros amigos e inimigos leitores,



A Câmara dos Deputados na madrugada desta quinta-feira, aprovou o projeto de lei da Reforma Trabalhista. O texto segue para o Senado para votação e seguirá para a sanção presidencial se não houver modificação. São mais de 100 mudanças na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT)que foram propostas pelo presidente Michel Temer (PMDB) e aprovadas pela Câmara dos Deputados. Alguns pontos - entre os mais de 100 - que o projeto de lei muda são: Jornada intermitente, Remuneração, Trabalho Remoto, Descanso, Férias, Trabalho Temporário, Terceirização, Contribuição Sindical(a meu ver,um  dos pontos principais) Demissão, Acordo Coletivo, Transporte até o trabalho, Ações Trabalhistas, Falta de Registro, Rescisão Contratual, Gravidez, Férias, Jornada de Trabalho, Participação nos lucros e resultados, Jornada em Deslocamento, Intervalo entre jornadas, Fim do acordo coletivo, Programa de seguro-desemprego, Banco de Horas. Para ler mais sobre as mudanças citadas, clique aqui.








Uma coisa que gostaria de comentar aqui, é o fim da contribuição sindical obrigatória. Este ponto para mim, sempre foi polêmico por uma questão: Porque sou obrigado a contribuir (ou será melhor chamar de imposto sindical uma vez que é obrigatório), sendo que não quero pagar o sindicato com um dia de meu trabalho? E se eu não quero ser sindicalizado? Assim como eu, devem existir inúmeros trabalhadores que não desejam ser sindicalizados e muito menos ser obrigados a contribuir com eles.A contribuição sindical obrigatória deve acabar de uma vez e não de forma gradual.




As outras mudanças me preocupam porque não sei até que ponto irão ser benéficas para o trabalhador? Será que há riscos de trazer injustiças para o trabalhador? Torço para que não exista margem para tal. Torço para que a Reforma Trabalhista venha a modernizar a legislação do trabalho e que ela traga benefícios ao trabalhador. Vamos aguardar para ver o que acontece.Assista ao vídeo abaixo com o comentário de Marco Antonio Villa que fala da Reforma Trabalhista e o fim da contribuição sindical obrigatória:










Blog Opinião do Franco Barni, há três anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!










Twitter: @FrancoBarni




*Franco Barni

*Franco é jornalista há 21 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


© 2017 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva

Nenhum comentário :