Operação Lava Jato: TRF4 nega nova exceção de suspeição contra juiz federal Sérgio Moro


"Para que o mal triunfe basta que os bons não façam nada." Edmund Burke








*A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou hoje (28/2), por unanimidade, novo pedido de exceção de suspeição feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra o juiz federal Sérgio Moro.
Além do pedido de suspeição, a defesa requeria a redistribuição para outro magistrado do processo que averigua a propriedade dos imóveis em São Bernardo do Campo (SP), um apartamento ocupado pelo ex-presidente Lula e um terreno que seria para uso do Instituto Lula.
Segundo o advogado do ex-presidente, Moro teria se tornado suspeito ao participar como palestrante do 4º Evento Anual Petrobras em Compliance, na sede da estatal, no dia 8 de dezembro do ano passado. Na ocasião, segundo a defesa, o magistrado teria aconselhado a Petrobras, que é assistente de acusação em processos da Operação Lava Jato, sobre medidas de prevenção e combate à corrupção e a respeito de matérias pendentes de julgamento, havendo ligação entre o tema abordado e os fatos apurados na ação penal.
Segundo o relator, desembargador federal João Pedro Gebran Neto, eventuais manifestações do magistrado em textos jurídicos ou palestras de natureza acadêmica, informativa ou cerimonial a respeito de crimes de corrupção não conduz à suspeição para julgar processos relacionados à Operação Lava Jato.
Gebran ressaltou que o inciso IV do artigo 254 do Código de Processo Penal referido pela defesa, segundo o qual o juiz se torna suspeito se tiver aconselhado qualquer uma das partes, deve ser interpretado pela ótica processual, ou seja, só poderia se utilizado pela defesa no caso de a Petrobras ser uma das titulares da ação penal, o que não ocorre no caso.
O desembargador frisou que as manifestações do juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba no evento da Petrobras dizem respeito a aspectos internos e a normas de compliance, ou seja, aquelas destinadas a evitar, detectar e tratar desvios e inconformidades de modo a minimizar ou afastar os riscos de corrupção. Para Gebran, as afirmações de Moro não diziam respeito aos fatos do processo, ainda que se originassem da experiência colhida ao longo da Operação Lava Jato.

 
* Com informações da Assessoria de Comunicação Social da Justiça Federal do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.





Blog Opinião do Franco Barni, há quatro anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!






Twitter: @FrancoBarni



*Franco Barni

*Franco é jornalista há 22 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui



© 2018 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva

Entrevista General Augusto Heleno para O Antagonista

"Para que o mal triunfe basta que os bons não façam nada." Edmund Burke








Caros amigos e inimigos leitores,



O jornalista Claudio Dantas, que faz parte do site O Antagonista, fez uma entrevista muito interessante com o General Augusto Heleno para o site.
O General Augusto Heleno foi o primeiro comandante das tropas brasileiras no Haiti. O General comandou a missão no Haiti por um ano e três meses, ele teve o desafio de abrir o caminho para os demais que vieram. A missão no Haiti se encerrou em 2017 completando, portanto, 13 anos.
A entrevista do General Augusto Heleno ao jornalista Claudio Dantas, durou cerca de uma hora e dezoito minutos, aborda a intervenção na segurança pública no Rio de Janeiro. A entrevista é muito interessante e esclarecedora. Vale a pena assistir. Segue abaixo o vídeo com a íntegra da  entrevista:





Blog Opinião do Franco Barni, há quatro anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!







Twitter: @FrancoBarni



*Franco Barni

*Franco é jornalista há 22 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui



© 2018 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva

Lins-SP será que a rua foi esquecida?

"Para que o mal triunfe basta que os bons não façam nada." Edmund Burke



Já faz quase um ano que existem estes buracos no asfalto próximo ao meio fio. Eles aumentam de tamanho e
profundidade  com as chuvas





Caros amigos e inimigos leitores,



No próximo dia 16 de março de 2018, fará dois meses que trouxe aqui a reclamação de moradores do Jardim Americano vem reclamando a quase um ano dos buracos que estão na Rua Dr. Gastão Vidigal.Para ler a matéria escrita no dia 7 de janeiro de 2018 sobre os buracos no asfalto, clique aqui!
Segundo um dos moradores que procurou o blog disse que uma senhora chegou a torcer o pé por em um dos buracos e um dos moradores teve  a roda de seu veículo danificada por causa dos buracos que estão localizados próximos ao meio fio.
As chuvas de ontem segunda feira, 26 de feveiro e de hoje, terça feira 27, preocupam os moradores porque além dos buracos aumentarem de tamanho e obviamente a profundidade, eles acumulam a água da chuva, o que pode favorecer o aumento de risco destes buracos se transformarem em criadouro do mosquito da dengue.


Um dos buracos na Rua Gastão Vidigal que acumula água


A foto acima, mostra um dos buracos localizados na Rua Gastão Vidigal, que é um dos menores que estão na rua. Na matéria do dia 16/01, a rua Nossa Senhora Auxiliadora foi citada e foi arrumada a Rua Gastão Vidigal ficou para tráz e não foi reparada.
Será que agora o Bairro Jardim Americano tem a sua Rua do Descaso? Fica a pergunta no ar...
No meio tempo, a Rua João Moreira da Silva, que é próxima a Rua Gastão Vidigal mesmo pertencendo a outro bairro, teve o asfalto trocado. Era necessário? Sim, sem a menor dúvida. Mas o que não dá para entender é porque a Rua Gastão Vidigal, de acordo com os moradores, reclamaram diversas vezes com o departamento responsável para efetuar o reparo e porque até agora nada foi feito. 
A pergunta é: Será que a reclamação foi devidamente anotada e encaminhada? Fica a pergunta do blog.

Os buracos localizados ao longo da Rua Gastão Vidigal,
estão nos dois lados da rua e acumulam água.




Estes buracos preocupam os moradores porque acumulam água das chuvas e
junto tem o risco de danificar as rodas e a suspensão dos carros que ali estacionam.




Agora, a grande questão é: Porque as ruas próximas têm o reparo feito como no caso da Rua Nossa Senhora Auxiliadora e a rua Gastão Vidigal ainda não foi arrumada? 
Gostaríamos de ter este esclarecimento e saber quando o conserto vai ser feito?
Mais uma vez o blog enviará a reclamação por e-mail para o departamento responsável e perguntar se existe previsão para agendar o reparo do asfalto na Rua Gastão Vidigal.



Os buracos da rua Gastão Vidigal, além de aumentarem de tamanho, 
acumulam água da chuva, o que preocupa os moradores que temem  o risco de que 
estes buracos se transformem em criatório de mosquitos.



Os moradores a única coisa que querem é ter a rua em ordem com um bom asfalto, assim como todos os moradores da cidade de Lins -SP tem esse direito e é uma reivindicação justa. 
Nada mais justo, do que ter o retorno do imposto e que seja previsto o reparo das ruas da cidade quando se fizer necessário. O reparo é caro? Sim, mas a manutenção precisa ser feita e que siga os trâmites para que se faça o conserto do asfalto quando se fizer necessário.


A foto mostra a situação dos buracos que vem aumentando de tamanho.
A única coisa que os moradores desejam é que o reparo seja feito com
qualidade.



O que pergunto é o porquê dos moradores não terem seu pedido atendido. Será que o pedido de reparo foi encaminhado? É o que gostaríamos de saber do departamento responsável, além de perguntar em que dia o reparo será feito? O blog está aberto para que receber a resposta sobre o reparo da rua que será publicado aqui. Todos nós só queremos uma coisa: O Reparo da rua Gastão Vidigal.


.foto mostra claramente que o buraco está grandee acumula 
água

Vamos encaminhar a reclamação novamente e temos a certeza de que há interesse  por de resolver a situação o mais breve possível e que em breve o reparo no asfalto da Rua Gastão Vidigal em breve será feito. Logo que eu tiver a resposta a publicarei aqui para informar a todos sobre a solução.



Este  é um dos buracos próximo ao meio fio da
Rua Gastão Vidigal e que acumula água, ´preocupando
os moradores.



Blog Opinião do Franco Barni, há quatro anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!






Twitter: @FrancoBarni



*Franco Barni

*Franco é jornalista há 22 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui



© 2018 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva