Charge Animada: conversa entre presos

"O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons." Martin Luther King







Caros amigos e inimigos leitores,


A charge animada de hoje, flagra o primeiro bate-papo entre dois políticos que estão presos. Assista o video abaixo com a Charge Animada de hoje:





    Blog Opinião do Franco Barni, há quatro anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!




    Twitter: @FrancoBarni



    *Franco Barni

    *Franco é jornalista há 22 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


    A opinião dos leitores é sempre bem vinda, mas passarão pelo mediador. Comentários com palavras de baixo calão(palavrão) serão deletados. A opinião dos leitores não reflete necessariamente a opinião do blog. O blog não se  responsabiliza pela opinião de terceiros. Comentários sem identificação não serão aceitos e não serão publicados.




    © 2018 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva

O Foro privilegiado é uma aberração e o cidadão deve pressionar pelo fim deste privilégio absurdo

"O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons." Martin Luther King








Caros amigos e inimigos leitores,



O STF (Supremo Tribunal Federal) na próxima Quarta-feira(2), retoma o julgamento sobre a restrição ao foro por prerrogativa de função, conhecido foro privilegiado para deputados e senadores. 
O julgamento foi interrompido no dia 31 de maio de 2017 por causa de dois pedidos de vista de ministros: Alexandre de Moraes e Dias Toffoli. Para ler a matéria sobre o assunto, clique aqui! Vale lembrar que até o momento o fim do foro privilegiado tem oito votos a favor de que os parlamentares só podem responder a um processo na Corte, isso se as infrações penais ocorreram em razão da função e cometidas durante o mandato. Se não for assim, os processos deverão ser remetidos para a primeira instância da Justiça.Para ler outra matéria sobre a votação no STF sobre o fim do foro privilegiado, clique aqui!
O que me faz trazer esta notícia no blog? Em primeiro lugar, informar e, em segundo lugar, alertar os leitores porque é hora do cidadão de bem pressionar o STF pela extinção total do foro privilegiado dos políticos e de todas as autoridades. 
Não cabe ao cidadão aceitar que uma minoria se considere acima do bem e do mal e das leis e que estes tenham privilégios para fazer o que bem entenderem e quem fizer o malfeito, que tenha a chance de sair impune.


Porque devemos exigir e pressionar para que o foro privilegiado acabe para todas as autoridades e que a Justiça comum julgue uma autoridade caso faça algum malfeito? Pelo simples fato que a própria Constituição em seu artigo 5º afirma que: *"Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade...." Para ler o artigo 5º da Constituição na íntegra, clique aqui!





Então, podemos concluir que o foro privilegiado não passa de uma aberração, e duvido que tenha algum país sério que tenha essa verdadeira farra do boi com o foro privilegiado por prerrogativa de função.



É preciso que o cidadão brasileiro - especialmente os brasileiros de bem - se unam para mudar o país de maneira profunda e acabar com o foro Privilegiado é apenas o começo, e não adianta que este privilégio seja extinto parcialmente, eleOs políticos não seres diferentes - ou especiais - dos outros brasileiros para terem um número de privilégios sem fim. Os políticos são cidadãos como todos nós e que foram eleitos para trabalhar para o cidadão brasileiro e se ele não trabalhar a contento, deve ser demitido nas próximas eleições. De que maneira ele deve ser demitido? Basta não votar mais nele!

Vamos lembrar que a Constituição em parágrafo único, diz o seguinte: *"Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta  Constituição." Para ler a íntegra deste parágrafo da Constituição, clique aqui!
Em poucas palavras, os políticos tem sim que prestar contas ao povo brasileiro, não só por causa deste parágrafo da Constituição, mas também, porque o cidadão paga seus impostos e é com o dinheiro dos impostos que os salários dos políticos são pagos.
É preciso perceber que os políticos não são autoridades supremas e/ou seres especiais e muito menos divindades. São seres humanos normais que simplesmente foram eleitos para nos representar no Congresso Nacional, nas Câmaras dos Vereadores, prefeituras, nos governos Estaduais e no Federal pelo simples motivo que todos os brasileiros não podem estar lá ao mesmo tempo para decidir os rumos do país. Eles são representantes e como tal devem agir, e estão lá para defender os interesses do povo que os elegeu.Um país muda da noite para o dia? Não, claro que não! Mas o cidadão precisa saber exigir e cobrar por tais mudanças, e para o Brasil melhorar são necessárias inúmeras mudanças, uma delas é que o cidadão precisa ter mais consciência política, que seu voto pode trazer consequências boas ou ruins dependendo de como ele elege os candidatos.
Em resumo, precisamos acompanhar e ficar atentos para a votação que vai acontecer na próxima Quarta-feira(2) e dentro da lei e da ordem, precisamos cobrar e exigir a extinção total do foro privilegiado que tanto mal faz ao país! 
Assista ao vídeo abaixo onde a jornalista Joice Hasselmann explica como será a votação do foro privilegiado, vale a pena ver:






Trechos extraídos literalmente da Constituição Federal



    Blog Opinião do Franco Barni, há quatro anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!




    Twitter: @FrancoBarni



    *Franco Barni

    *Franco é jornalista há 22 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


    A opinião dos leitores é sempre bem vinda, mas passarão pelo mediador. Comentários com palavras de baixo calão(palavrão) serão deletados. A opinião dos leitores não reflete necessariamente a opinião do blog. O blog não se  responsabiliza pela opinião de terceiros. Comentários sem identificação não serão aceitos e não serão publicados.


    © 2018 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva

Depoimento de Palocci pode por fim as pretensões políticas do PT

"O jornalismo moderno tem uma coisa a seu favor. Ao nos oferecer a opinião dos deseducados, ele mantém-nos em dia com a ignorância da comunidade." Oscar Wilde.


O ex-ministro fechou acordo com a PF




Caros amigos e inimigos leitores,





Na última Quinta-Feira,(26) foi divulgado que o ex-ministro Petista Antonio Palocci assinou acordo de delação premiada com a PF (Polícia Federal). 
De acordo com a matéria publicada pelo site de Veja sobre o acordo de delação premiada firmado entre Palocci e a PF, a negociação do ex-ministro com a força-tarefa da Lava Jato não teve sucesso e que sua colaboração ainda precisa ser homologada pela Justiça. Para ler a matéria sobre o assunto, clique aqui!
Por ter sido ministro da fazenda, no primeiro mandato do ex-presidente Lula, e ministro da Casa Civil no primeiro mandato da ex-presidente Dilma, Palocci é uma das principais lideranças do PT que foi prefeito de Ribeirão Preto(SP) e Deputado Federal.






O que se espera, é que Palocci pode acrescentar mais detalhes sobre os esquemas conhecidos no âmbito da Operação Lava Jato e que ele possa envolver outros nomes ainda desconhecidos das investigações. A pergunta é: Será que ele pode trazer nomes do setor empresarial, uma vez que Palocci era um dos petistas com mais trânsito?
O que muitos brasileiros perguntam é uma vez que Palocci era muito próximo aos ex-presidentes Lula e Dilma, será que pode trazer provas documentais e novos fatos? Para ler a matéria sobre o assunto do jornal O  Globo, clique aqui!
A delação de Palocci pode ter efeitos devastadores sobre Lula e Cia. O ex-ministro é uma verdadeira "caixa-preta" e que pelo rumo que a história está tomando, é bem provável que o ex-ministro tem muito a dizer, resta saber o que e o quanto ele sabe.  É bem provável que o acordo da delação premiada de Palocci demorou porque ele tem muito a contar.
A grande pergunta que cada um de nós faz é a seguinte: O que Antonio Palocci sabe e o quanto ele sabe? Para sabermos o quanto ele sabe, teremos que aguardar o depoimento do ex-ministro. O conteúdo de depoimento do ex-ministro Palocci pode afundar definitivamente qualquer pretensão política do PT. Vamos aguardar! Assista abaixo o vídeo do programa "Os pingos Nos Is" que comentam os efeitos da delação de Palocci sobre o PT:






    Blog Opinião do Franco Barni, há quatro anos conquistando leitores no Brasil e no mundo!




    Twitter: @FrancoBarni



    *Franco Barni

    *Franco é jornalista há 22 anos, foi colaborador Jornal Correio Mariliense,  escreveu no Jornal de Lins, foi colunista do Correio de Lins, Jornal da Moóca e Revista Tatuapé. Trabalhou na AgipLiquigás do Brasil como Assessor de Comunicação Social. Para conhecer meu currículo em detalhes, clique aqui


    A opinião dos leitores é sempre bem vinda, mas passarão pelo mediador. Comentários com palavras de baixo calão(palavrão) serão deletados. A opinião dos leitores não reflete necessariamente a opinião do blog. O blog não se  responsabiliza pela opinião de terceiros. Comentários sem identificação não serão aceitos e não serão publicados.




    © 2018 Blog do Franco Barni | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Divulga Lins | Designer Alêxs Silva